Portugal ratifica convenção sobre o trabalho na pesca

Entre os propósitos da Convenção está garantir que os navios de pesca proporcionam condições de vida dignas aos pescadores a bordo. Portugal tem atualmente cerca de 16.164 pescadores registados.

Portugal assinou recentemente a Convenção sobre o trabalho na pesca. O país junta-se assim aos esforços internacionais de garantir “condições dignas de vida e de trabalho para os pescadores”. É o quinto membro da União Europeia a ratificar a Convenção.

A Convenção sobre o trabalho na pesca é – conforme explica a Organização Internacional do Trabalho, (OIT) – “um instrumento abrangente que estabelece requisitos vinculativos relacionados com o trabalho a bordo de navios de pesca, incluindo a segurança e a saúde no trabalho, a assistência médica no mar e em terra, os períodos de descanso, os acordos de trabalho escritos e a proteção através da segurança social”. Visa também garantir que os navios de pesca proporcionem condições de vida dignas aos pescadores a bordo.

O setor das pescas  tradicionalmente com forte expressão em Portugal, ocupa ainda um lugar de relevo em termos de criação de riqueza e de emprego. Com 16.164 pescadores registados em 2018 e 3.944 embarcações de pesca autorizadas, foi responsável por 1,1 mil milhões de exportações em 2018.

Portugal respondeu igualmente de forma positiva ao apelo da Conferência Internacional do Trabalho de democratizar o funcionamento e a composição dos órgãos da OIT, tendo depositado o Instrumento de Emenda à Constituição da OIT de 1986 .

 

Recomendadas

Azul votou favoravelmente a saída da TAP. Estado tem luz verde para a reestruturação

“Neeleman tinha a TAP na mão, com 84,2% dos direitos económicos”, recorda um ex-quadro da TAP. Mas a hipótese da nacionalização da companhia acelerou a saída dos brasileiros da Azul, que votaram favoravelmente o “adeus” à TAP esta segunda-feira, 10 de agosto, no Estado de São Paulo.

Gaia aprova intervenções em empreendimentos sociais no valor de 20 milhões de euros

“Na próxima semana já começam obras em vários”, disse esta tarde, em reunião camarária, o presidente da câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, sobre um investimento que resulta de candidatura Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU).

Empresas com novo apoio à retoma recebem ajuda para subsídio de Natal em 2021

A jurista Alexandra Marcelino explicou que o trabalhador com redução de horário no âmbito do novo apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade “tem direito a subsídio de Natal por inteiro”.
Comentários