Portugueses gastaram em média 27 euros por refeição no verão, diz estudo

Plataforma de reservas online de restaurantes The Fork, a operar em Portugal desde 2015, analisou a forma como os portugueses a ela recorreram e diz que número de reservas aumentou 55% no último verão. “A digitalização e as aplicações têm desempenhado um papel fundamental no crescimento do setor da restauração em Portugal”, conta o gestor Sérgio Sequeira.

Os portugueses recorrem cada vez mais a plataformas de reservas no setor da restauração, de acordo com os dados que o The Fork enviou ao Jornal Económico (JE). Esta plataforma, numa análise aos meses de verão (apontado como o período como época alta para a restauração), concluiu que o número de portugueses a recorrer à sua aplicação cresceu 55% e que o preço médio da refeição reservada através rondou os 27 euros.

Ao Jornal Económico, o country manager do TheFork em Portugal, Sérgio Sequeira, afirmou que “é interessante avaliar como a digitalização e as aplicações têm desempenhado um papel fundamental no crescimento do setor da restauração em Portugal”. O gestor acredita que a tendência registada no verão se prolongue “ao longo do ano e que o melhor da gastronomia torne-se cada vez mais acessível a todos”.

De acordo com a análise do The Fork, a cidade de Lisboa concentra os restaurantes mais reservados, mas face ao verão de 2018 foi em Santa Cruz, concelho de Torres Vedras, em Setúbal, nos Açores, em Olhão e em Portimão, no Algarve, que se registaram os maiores crescimentos nos números de reservas.

Entre estas, “a região do Algarve foi aquela que onde se sentiu um desenvolvimento mais amplo com Olhão (202%), Portimão (160%), Loulé (82%), Faro (78%), Albufeira (66%), Carvoeiro (65%) e Monte Gordo (63%) a refletirem o impacto da época balnear. Destaque ainda para o Alentejo nas regiões de Portalegre (152%) e Évora (79%)”, lê-se numa nota enviada ao JE.

Nas suas reservas, 30% dos portugueses deram preferência à cozinha portuguesa, 10% optaram habitualmente pela cozinha internacional tendo a cozinha japonesa recolhido 7% das preferências.

O The Fork revela ainda que é à hora do jantar que os portugueses mais recorrem ao The Fork, representando 77% do total das reservas. Mais, 25% dos portugueses “reservaram as suas opções com 48 horas de antecedência”. Os dias da semana com mais reservas são as sexta-feira e os sábados.

Ler mais
Relacionadas

TheFork. “No mundo não somos pioneiros, mas em Portugal sim”

Desde 2015, a plataforma online de reservas e descontos em restaurantes angariou mais de 2.500 estabelecimentos de norte a sul do país. Agora, a app prepara-se para arrancar com a quarta edição do TheFork Fest.
Recomendadas

Lugares desfasados e um lugar livre. Como serão os concertos e os teatros a partir de hoje?

Para os eventos culturais, deve ser reforçada e dar-se preferência “à compra antecipada de ingressos por via eletrónica e aos pagamentos por vias sem contacto, através de cartão bancário” ou métodos semelhantes.

Teatros e cinemas podem reabrir na segunda-feira mas poucos o farão

As regras para a reabertura das salas de espetáculo e eventos culturais ao ar livre, divulgadas esta semana, exigem máscaras, lugares marcados, definição de vias de entrada e de saída, limpeza e desinfeção das instalações e recintos.

Parlamento chumba resolução para que verba do TV Fest fosse aplicada no apoio à cultura

O projeto de resolução dos bloquistas foi chumbado com os votos contra de PS e PSD, a abstenção de CDS-PP, Iniciativa Liberal e Chega e os votos favoráveis de BE, PCP, PEV, PAN e da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira.
Comentários