Produção na construção aumenta 2,6% em agosto

Por segmentos a ‘construção de edifícios’ cresceu 0,1% (1,2% em julho), enquanto a ‘engenharia civil’ desacelerou 2,5%, para uma taxa de variação de 6,5%.

A produção na construção registou um aumento de 2,6%, em termos homólogos, no mês de agosto. No entanto, face ao mês anterior, regista-se uma desaceleração de 1,6%, segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta sexta-feira, dia 8 de outubro.

Por segmentos a ‘construção de edifícios’ cresceu 0,1% (1,2% em julho), enquanto a ‘engenharia civil’ desacelerou 2,5%, para uma taxa de variação de 6,5%.

Segundo o INE, os índices de emprego e de remunerações apresentaram variações homólogas de, respetivamente, 1,6% e 5,8% (2,0% e 5,6% no mês anterior). Face a julho, estes índices diminuíram 0,2% e 11,3%, respetivamente (0,2% e -11,5% em agosto 2020).

Os dados apresentados incluem informação recebida até 8 de setembro de 2021, a que corresponde uma taxa de resposta de 81,5% no primeiro momento de difusão, (77,9% no mesmo mês de 2020), tomando como referência o Número de Pessoas ao Serviço (NPS) do total de empresas incluídas na amostra do inquérito.

Recomendadas

Fesap exige respostas do Governo sob pena de avançar com formas de luta

A decisão foi tomada pela comissão permanente da FESAP, que considerou que o Governo tem de responder aos problemas dos trabalhadores da administração, porque a proposta de Orçamento do Estado para 2022 não o faz.

Comissão Europeia adota programa de trabalhos para o próximo ano com 42 novas iniciativas

De um novo instrumento de emergência do mercado único, à criação de uma iniciativa relativa a um rendimento mínimo adequado, passando por uma nova estratégia para um compromisso energético internacional, entre outros objetivos, a Comissão Europeia prevê 42 novas iniciativas estratégicas para o próximo ano.

Bruxelas reabre debate sobre revisão das regras orçamentais

Instituições europeias, autoridades nacionais, parceiros sociais e universidades podem apresentar as contribuições até 31 de dezembro deste ano. Comissão Europeia dar orientações aos Estados-membros no primeiro trimestre de 2022.
Comentários