Proposta da Madeira para lesados do Banif pode não ter aval do Santander

Governo regional propõe criação de um fundo financiado pelo Estado ou Santander que conceda crédito a 0% para compra de obrigações séniores.

O Governo Regional da Madeira defende uma solução para os lesados do Banif que prevê a criação de um fundo financiado pelo Estado ou pelo Santander Totta – a instituição financeira que comprou o Banif. A ideia é esse fundo conceder um empréstimo aos lesados que detinham obrigações subordinadas, a uma taxa de 0%, para estes adquirirem novas obrigações seniores com uma taxa de 7,5%, de forma a recuperarem 75% do seu investimento no prazo de dez anos. Além disso, a proposta prevê ainda isenção especial em IRS.

Esta proposta do governo madeirense não deverá, no entanto, conseguir avançar por falta de apoio do Santander Totta. O Jornal Económico apurou, junto de várias fontes, que a instituição financeira não vê com bons olhos a proposta e, caso lhes seja apresentada nestes moldes, o Santander rejeitá-la-á.

destaque-edicao_prints3
Recomendadas

Agricultura de precisão é o caminho de futuro

Sensores de rega gota a gota, utilização de GPS, crescente informatização dos processos produtivos e de logística são as tendências do setor da agricultura em Portugal. Conheça os desafios e os projetos.

Goldman Sachs prevê contração da economia norte-americana em 4,6% este ano

Os economistas do banco reviram em baixa as estimativas para a evolução do PIB dos Estados Unidos. No entanto, melhoraram as previsões para a taxa de desemprego.

CFP afasta cenário de recuperação económica rápida

Em entrevista à ‘Antena 1’ e ‘Jornal de Negócios’, Nazaré da Costa Cabral voltou ainda a falar sobre o Orçamento Suplementar:“Há aqui uma perspetiva de subestimação da queda do produto e de certas das suas componentes que podem comprometer a cobrança de receita fiscal”.
Comentários