Qual a língua oficial de Portugal? 20% dos norte-americanos diz que é o espanhol

Entre os 4.180 norte-americanos inquiridos pela Jetcost, 49% acredita que África é um país; 39% pensa que o Polo Norte não existe e 9% acredita que a Terra é plana.

Cristina Bernardo
Ler mais

O site de viagens Jetcost divulgou esta terça-feira o resultado de um estudo realizado junto de mais de quatro mil turistas norte-americanos, em que 20% afirmou que o idioma que se fala em Portugal é o espanhol.

Para a Jetcost, “os norte-americanos não são propriamente os mais conhecedores de geografia, turismo e cultura de outros países” e, por isso, foi levado a cabo um inquérito junto de 4.180 turistas norte-americanos com mais de 18 anos e emprego estável, que tenham viajado pelo menos uma vez nos últimos dois anos, a fim de apurar os conhecimentos destes turistas.

Antes de responderem às questões da Jetcost, num teste de “verdadeiro ou falso”, a maioria dos inquiridos disse estar “muito seguro dos seus conhecimentos”. O resultado acabou por revelar um quadro de ignorância, no mínimo, assutador.

Além de 20% julgar que o espanhol é um idioma e que é a língua oficial de Portugal, 11% dos entrevistados pensa que a Islândia é um “país não habitado devido ao clima muito frio” e 9% pensa que Chipre é a capital do México, ou que a terra é plana.

Eis os dez erros mais comuns do turista norte-americano:

1) 51% acredita que “Australásia” é outra forma de nomear Austrália;

2) 45% acredita que África é um país;

3) 39% crê que o Polo Norte não existe;

4) 28% pensa que é necessário demora-se 18 horas num voo entre Nova Iorque e Londres;

5) 26% acredita que a Escócia está no Equador;

6) 21% crê que França faz parte do Reino Unido;

7) 20% acredita que a língua oficial de Portugal é o espanhol;

8) 17% julga que o Japão está “protegido” pela Grande Muralha do Japão;

9) 14% acredita que o arquipélago das Filipinas é um estado chinês;

10) 11% crê que a Islândia é um “país não habitado devido ao clima muito frio”.

Recomendadas

Salzburgo: mais uma cimeira sem qualquer sucesso

Questão da imigração é cada vez mais fraturante nas cimeiras que juntam os chefes de Estado e governo da União Europeia. Mais uma vez, não foi possível qualquer acordo.

União Europeia quer organizar cimeira com a Liga Árabe

Questão da imigração estará no centro do eventual encontro entre as duas organizações. Passos nesse sentido irão ser dados no encontro informal de Salzburgo – que, ontem, não conseguiu qualquer desenvolvimento no debate sobre a matéria.

Espanha: PP exige ao governo socialista marcação de eleições

O país está envolvido numa guerra de currículos que está a minar os entendimentos políticos entre os partidos. A crise provocada pela moção de censura do PSOE parece a postos para continuar.
Comentários