Reino Unido deverá atingir imunidade de grupo na próxima segunda-feira (com áudio)

As previsões da UCL contrariam os avisos do órgão britânico para a gestão de emergências, que teme um ressurgimento dos casos e das hospitalizações em junho perante o recuo das medidas de contenção.

O Reino Unido deverá atingir a imunidade de grupo à Covid-19 na próxima segunda-feira, dia 12 de março, segundo as projeções da University College London (UCL). O país conta já com mais de 31 milhões de pessoas vacinadas com pelo menos a primeira dose da vacina contra a infeção, o que, combinado com pessoas imunizadas por se terem já infetado, deverá levar a este resultado.

Os cientistas e pesquisadores da instituição londrina apontam para os 54% de população imune a 14 de março, como se lê no relatório a que o The Telegraph teve acesso, acrescentando que, desde essa altura, mais 7,1 milhões de pessoas foram inoculadas e 100 mil foram diagnosticadas com a doença, desenvolvendo, portanto, imunidade após a recuperação.

Estas previsões constituem uma visão mais otimista sobre a pandemia no território britânico, depois do alerta do Grupo de Aconselhamento Científico para Emergências (SAGE) já esta semana para a possibilidade de uma nova onda de hospitalizações no Verão, começando já em junho.

A data apontada para a imunidade de grupo coincide com mais um passo na reabertura da economia britânica, uma das mais afetadas em 2020 pela crise pandémica. Na próxima segunda-feira serão aliviadas parte das restrições impostas ao sector do lazer e hospitalidade, o que inclui restaurantes, bares e cafés.

O secretário da Saúde do Governo de Boris Johnson já reagiu ao estudo da UCL, desviando o foco desta possibilidade para a necessidade de se manterem comportamentos de precaução face ao coronavírus.

“Prefiro olhar para os números. Delineamos o plano, que é bastante claro. É esse o nosso caminho de volta à liberdade. Estamos no caminho certo para cumprir o plano e é esse o nosso objetivo”, afirmou Matt Hancock à rádio LBC.

Ler mais
Recomendadas

Movimento ‘Save the Travel Industry’ escolhe o Algarve para mostrar que é possível viajar em segurança

Com este propósito, seis representantes de reconhecidas agências de viagens do mercado alemão, que integram este movimento, estão na região do Algarve durante uma semana, de 18 até ao próximo dia 25 de abril.

Bruxelas admite levar AstraZeneca à justiça e não renovar contrato por falhas

O comissário europeu da Justiça disse hoje, em entrevista à Lusa, que Bruxelas equaciona um processo judicial contra a farmacêutica AstraZeneca, por entregas de vacinas anticovid-19 atrasadas e abaixo do contratualizado, admitindo também não firmar novo contrato.

CPPME pede mais medidas para a preservação do tecido empresarial português

A confederação mostra-se preocupada com a ineficácia, burocracia e atrasos nos apoios até aqui definidos, pedindo, portanto, mais medidas que visem a retoma económica das micro, pequenas e médias empresas.
Comentários