Repsol descobriu gás com capacidade para abastecer Espanha durante dois anos

No comunicado de apresentação de resultados do último trimestre, a Repsol anunciou que fez “a maior descoberta terrestre do mundo” na Indonésia, “cujos recursos recuperáveis descobertos são estimados ao equivalente de dois anos de consumo de gás em Espanha”.

Entre janeiro e março de 2019,  os lucros da Repsol ascenderam aos 608 milhões de euros, o que compara com os 610 milhões obtidos em igual período do ano passado.

Caso se tenha em consideração o resultado líquido ajustado, que mede o desempenho dos negócios da empresa, isto é, tem em consideração o custo corrente de fornecimento mas exclui os resultados não recorrentes, os lucros sobem para 618 milhões euros, o que corresponde a um aumento de 6% em termos homólogos.

A Repsol vai propor na próxima assembleia geral, que se realizará no dia 31 de maio, um  aumento de 5,6% na distribuição de dividendos, no valor de 0,95 euros por ação.

Em comunicado, a Repsol disse que “estes ganhos demonstram a solidez e a capacidade da Repsol em se adaptar e criar valor sob quaisquer circunstâncias”. Neste contexto, a empresa destacou “preços do petróleo menores que os registados no mesmo período do ano anterior, com a negociação do Brent numa média de 63,1 dólares por barril”.

A atividade de upstream, que inclui a exploração e produção, a Repsol gerou 323 milhões de euros em receitas, um aumento de 12,5% em termos homólogos. Neste ponto, a empresa salientou “a maior descoberta terrestre do mundo” na Indonésia no primeiro trimestre do ano, “cujos recursos recuperáveis descobertos são estimados ao equivalente de dois anos de consumo de gás em Espanha”.

Também a atividade de downstream, que incluiu a refinação, química, marketing, lubrificantes, gás natural, trading & gas e Repsol e Eletricidade e Gás, as receitas ascenderam aos 404 milhões de euros.

O EBITDA – os resultados antes de impostos e amortizações – subiu para 1,8 mil milhões de euros.

 

 

Ler mais
Relacionadas

Lucro da Galp cai 24% para 103 milhões no 1º trimestre e falha estimativas

A estimativa média dos analistas apontava para um lucro de 120 milhões de euros entre janeiro e março. A Galp explicou que os resultados foram afetados por um evento não-recorrente relacionado com a unitização no campo Lula, no Brasil. O EBITDA aumentou 9% para 494 milhões.
Recomendadas

Mutualista diz que fusão do Montepio com BCP colide com os interesses dos associados

“O Banco Montepio dispõe de soluções de capital ajustadas às suas necessidades e encontrará o seu próprio caminho de estabilização”, garante a instituição liderada por Virgílio Lima. “Uma fusão desta natureza corresponderia à sua descaracterização, algo que colide com os interesses da Associação e dos associados”, defendem.

Grupo Os Mosqueteiros investe 25,3 milhões para abrir mais seis lojas Intermarché em Portugal

Este investimento irá permitir a criação de 265 novos postos de trabalho de norte a sul do país, asseguram os responsáveis do grupo francês de distribuição.

Tribunal espanhol adia audições dos responsáveis do CaixaBank sobre compra do BPI

Segundo a agência Efe, problemas técnicos impediram a audição telemática do presidente da Criteria e ex-presidente do CaixaBank. O julgamento que está em curso desde 2018 decorre de uma queixa de acionistas minoritários que se sentiram lesados com algumas operações inerentes à compra do BPI em 2017.
Comentários