Respostas Rápidas: o que fez Elon Musk voltar atrás na decisão de tirar a Tesla da bolsa?

O co-fundador e CEO da Tesla, Elon Musk, tinha anunciado há algumas semanas a intenção de retirar a empresa da bolsa. No entanto, na passada sexta-feira recuou na decisão. Saiba quais as razões.

O que levou Elon Musk a avançar a possibilidade de retirar a Tesla da bolsa?

A intenção de Elon Musk foi tornada pública na rede social Twitter, no início de agosto: “Estou a ponderar tirar a Tesla de bolsa nos 420 dólares. Financiamento assegurado”. Elon Musk justificou a decisão com a necessidade de evitar “distrações” que a volatibilidade da empresa no mercado bolsista poderiam levantar e tomar as melhores decisões de longo prazo sem pressão de investidores.

O anúncio foi feito minutos depois do presidente executivo da Tesla ter anunciado que o Fundo Soberano da Arábia Saudita terá adquirido uma posição no valor de dois mil milhões de dólares na empresa, o que corresponde a cerca de 5% da empresa.

Porque é que Elon Musk recuar na decisão poucas semanas depois do anúncio?

A hipótese levantada por Elon Musk levou o mercado a reagir em alta, com as ações a subirem cerca de 7% nas horas que se seguiram ao anúncio e as negociações a serem suspensas devido ao elevado volume de transações. Mas a euforia provocada pela escalada do preço das ações não foi suficiente para convencer os atuais acionistas da empresa de automóveis elétricos.

Num comunicado divulgado na passada sexta-feira, Elon Musk informou ter cancelado o plano de retirar a Tesla do mercado de capitais, com a intenção de focar-se na produção e no aumento de lucros do Modelo 3. “Apesar de a maioria dos investidores com quem falei afirmar que ficariam com a Tesla se deixássemos a bolsa, o sentimento geral, de forma resumida, foi ‘por favor não faças isto'”, explicou.

O que era preciso para retirar a Tesla da bolsa?

A somar à pouca abertura dos investidores da Tesla, estiveram as dificuldades de tirar a empresa da bolsa. Isto porque a Tesla tem capital disperso que teria de ser comprado através de uma hipotética Oferta Pública de Aquisição (OPA). Tendo em conta que as ações da Tesla estavam a negociar muito abaixo do valor apontado por Elon Musk, o mercado reagiu em alta ao anúncio, com as ações a subir cerca de 7% para 383 dólares.

Como reagiu o mercado ao recuo de Elon Musk?

As ações da Tesla na Alemanha abriram em queda, após Elon Musk ter dado por encerrada a possibilidade de vir a retirar a Tesla da bolsa. Os títulos da empresa estiveram a cair 5,27% para 262,85 euros.

Ler mais
Relacionadas

Elon Musk assegura que a Tesla vai permanecer em bolsa

O presidente executivo da Tesla, Elon Musk, anunciou que não vai tirar a empresa de carros elétricos de bolsa, depois de ter ameaçado no Twitter que o poderia fazer.

“2018 tem sido o ano mais difícil e doloroso da minha carreira”, confessa Elon Musk

Após as ligações dos 420 dólares ao consumo de estupefacientes, o CEO da Tesla assegurou: “Não estava drogado, para ser claro. A canábis não é útil para a produtividade”.
Recomendadas

PremiumRangel Pharma vai investir mais 12 milhões de euros

Após dez anos de atividade na logística farmacêutica, Nuno Rangel, CEO do Grupo Rangel, revela um plano de investimentos a cinco anos para quase duplicar a área de armazenagem e criar mais 130 empregos em Portugal.

PremiumCEO da Unicre: “Depois do Porto, estamos em conversas para pagamento ‘contactless’ nos transportes em Lisboa”

Pioneira nos cartões de crédito em Portugal, a Unicre lança um ‘rebranding’ para salientar a base digital, atrair clientes jovens e abrir portas a mercados internacionais, revela o presidente da empresa, João Baptista Leite.

PremiumTesla tem bateria de sobra para dar mais energia às ações

Em 2020, os títulos da Tesla já valorizaram mais 36%. Ao Jornal Económico, o banco de investimento Jefferies explica que a elétrica de Elon Musk tem muito mais para dar para além dos carros.
Comentários