Retoma da economia norte-americana encoraja Wall Street

O preço do petróleo está a subir mais de 3%, na esperança de que os principais produtores de petróleo do mundo cheguem a acordo para estender os cortes de produção, numa reunião da OPEP+ por videoconferência que deverá ocorrer ainda esta semana.

Brendan McDermid / Reuters

Wall Street fechou a sessão desta terça-feira, 2 de junho, em terreno positivo, numa altura em que os investidores se mostram mais interessados na reabertura da economia norte-americana do que nos conflitos que se alastram pelo país. Ademais, o governo chinês negou hoje ter intenções de quebrar o acordo comercial com os Estados Unidos ao interromper a compra de produtos agrícolas norte-americanos, como havia sido noticiado ontem.

Assim, os três principais índices da bolsa de Nova Iorque chegaram ao fim do dia no ‘verde’. O industrial Dow Jones subiu 1,05%, para 25.742,65 pontos, o financeiro S&P 500 avançou 0,83%, para os 3.081,10 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq somou 0,59%, apesar de ter arrancado em baixa, para os 9.608,38 pontos. Já o Russel 2000 valorizou 0,32%, para os 1.418,40 pontos.

Os analistas do Bankinter dizem que nem os protestos nos Estados Unidos travam o rally e consideram que, neste momento, as bolsas dão “mais importância à retoma económica e, sobretudo, ao facto de os principais indicadores macroeconómicos terem começado a recuperar já em maio, contrariando as expectativas”.

As companhias aéreas, impulsionadas pela retoma dos voos, mantiveram as subidas do início das negociações, embora menos expressivas. É o caso da United Arlines (+1,49%, para 29,91 dólares), da Southwest Airlines (+2,56%, 34,48 dólares) ou da American Airlines (+0,95%, para 11,21 dólares). O mesmo acontece com as empresas de cruzeiros, como a Carnival, cujos títulos subiram 0,48%, para 16,87 dólares.

As ações da Western Union, multinacional de serviços financeiros e de comunicação, dispararam 11,28%, para 23,09 dólares, depois de vir a público que a empresa estará interessada em adquirir a MoneyGram, do mesmo mercado das transferências de dinheiro. Segundo a agência financeira ‘Bloomberg’, terá sido apresentada uma oferta de compra, ainda que “nenhuma decisão foi tomada e a Western Union pode optar por continuar sem acordo”.

O preço do ‘ouro negro’ está a subir, na esperança de que os principais produtores de petróleo do mundo cheguem a acordo para estender os cortes de produção, numa reunião da OPEP+ por videoconferência que deverá ocorrer ainda esta semana. O WTI, produzido no Texas, avança 4,01%, para 36,87 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 3,37% para 39,61 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Nasdaq lidera quedas em Wall Street

As tecnológicas acentuaram as perdas, nomeadamente as FAANG. A Facebook perdeu 2,48%, a Apple cedeu 0,46%, a Amazon tombou 3%, a Netflix afundou 4,23% e a Alphabet, dona da Google, caiu 1,74%. Também a Microsoft teve uma sessão negativa, desvalorizando 3,09%.

Domingos Soares de Oliveira: “não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”

“Conforme é sabido, o nosso presidente tem uma relação pessoal com o treinador Jorge Jesus, portanto é natural que converse com o treinador, mas não não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”, vincou Domingos Soares de Oliveira.

PSI-20 fecha em alta com a ajuda do BCP que valorizou mais de 3%

O BCP foi a estrela da sessão ao subir mais de 3%. Mas a queda da EDP, depois das notícias de que a própria empresa deverá ser constituída arguida no processo de rendas excessivas, travou a subida do PSI-20 que fechou em alta, mas abaixo das principais praças da Europa.
Comentários