PremiumRiportico entra em Angola

A empresa já está presente em Moçambique, Cabo Verde e Brasil, mas quer apostar no mercado angolano até 2023. Em Portugal, quer atingir a neutralidade carbónica até 2025, com um investimento de 500 mil euros.

A Riportico assume-se como uma das cinco maiores consultoras de engenharia em Portugal, desenvolvendo também atividade em Moçambique, Cabo Verde e Brasil. Após um crescimento exponencial dos negócios nos últimos anos no mercado interno, as próximas grandes apostas da empresa passam por se tornar sustentável até 2025 e pela entrada no mercado angolano, conforme revela o seu fundador, acionista e CEO, Ricardo Campos, em declarações ao Jornal Económico.

“A empresa tem sido um exemplo de notável crescimento. De uma startup com um único trabalhador, hoje posiciona-se no grupo das cinco consultoras com mais notoriedade na engenharia portuguesa. Isto aplica-se não só à área de projeto, mas também na gestão e fiscalização de obras” sublinha este responsável. No que respeita à evolução do volume de negócios, em 2017, a Riportico registou cerca de 1,7 milhões de euros, sendo que em 2018 esse valor se aproximou dos dois milhões. “Entre 2018 e 2019, alcançou um grande crescimento, pelo que terminámos o ano de 2019 com um volume de negócios de 3,254 milhões de euros. Em 2020, a Riportico fechou o ano com um volume de negócios que se aproxima dos cinco milhões de euros”, revela Ricardo Campos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Governo de Cabo Verde reduz IVA de 15% para 8% com renúncia fiscal de 5,5 milhões de euros 

O país vai ainda reforçar o quadro institucional e regulatório por forma a garantir previsibilidade e maior estabilidade às tarifas de eletricidade e água, evitando grandes flutuações de aumentos e de reduções,

Cabo Verde pede conversão de dívida externa em fundos climáticos

Olavo Correia explicou que a conversão da dívida pública externa servirá, na proposta em cima da mesa, para financiar projetos nas energias renováveis, no acesso à água e à energia, na economia circular e em “todas as matérias” relacionadas com a resposta às alterações climáticas.

José Eduardo dos Santos regressa a Luanda esta terça-feira

Residente em Barcelona em permanência desde 2019, José Eduardo dos Santos regressa a Luanda amanhã. O antigo presidente de Angola põe termo a dois anos de ausência de Angola, durante os quais as suas principais deslocações foram para o Dubai, para se encontrar com a sua filha Isabel dos Santos e com os seus netos.
Comentários