Rumores sobre iPhone 12 levam a aumento do preço das ações da Apple

A próxima geração do famoso ‘smartphone’ será o primeiro dispositivo com tecnologia 5G da Apple e deverá ser lançado a meio do mês de outubro, aproveitando também o lançamento dos outros dispositivos, apontam os rumores dos internautas.

Flickr

Os rumores da existência da 12ª geração do iPhone andam a circular desde a conferência anual onde a Apple não apresentou um novo smartphone mas apenas os novos modelos de wearables, e, desde então, o preço das ações da empresa tem subido, segundo a “SkyNews”.

Na apresentação anual da Apple, onde as novidades para o ano seguinte são apresentadas, o novo Apple Watch e o iPad roubaram as atenções. Porém, de acordo com os rumores de mercado que surgiram esta terça-feira, a próxima geração do famoso smartphone será o primeiro dispositivo com tecnologia 5G da Apple e deverá ser lançado a meio do mês de outubro, aproveitando também o lançamento dos outros dispositivos.

Quando o iPhone não estava entre as novidades, os investidores da empresa assustaram-se e o preço das ações começaram a cair, tendo-se fixado em 106,84 dólares (91,07 euros) a 18 de setembro, segundo a publicação. No entanto, os rumores de uma possível data de lançamento e novidades face ao iPhone 12 permitiram que as ações subissem para os 114,96 dólares (97,99 euros).

Na rede social Twitter, os rumores multiplicaram-se e há imagens que mostram o novo iPhone. A 12ª geração do smartphone deverá contar com um armazenamento base de 64G, com as versões mais acima de 128GB e uma variante de 256GB e 512GB para a versão de topo. A linha ‘pro’ do iPhone 12 terá um armazenamento base de 128GB, o dobro da sua versão anterior que contava com 64GB.

Outro rumor presente no meio digital é o facto do novo iPhone estar disponível em quatro diferentes tamanhos: Mini, Regular, Pro e Pro Max. O Pro e o Pro Max apresentam três câmaras enquanto as duas versões base têm apenas duas. Para esta nova versão deverão também existir cores exclusivas da empresa de Cupertino.

Segundo Jon Prosser, o principal responsável pela divulgação antecipada das notícias e novidades da Apple, a empresa vai começar a enviar o smartphone para os grandes distribuidores a 5 de outubro, enquanto um evento de apresentação estará marcado para 13 de outubro. Por sua vez, os dispositivos só deverão estar disponível para venda aos consumidores a partir de 23 de outubro.

Ler mais
Relacionadas

Relógios que medem níveis de oxigénio no sangue e nova gama de iPads. Estas são as novidades da Apple

A Apple anunciou dois Apple Watches atualizados, um iPad Air redesenhado, mas também um novo serviço de fitness digital. A empresa de Tim Cook confirmou ainda um outro rumor: a criação de um pacote de serviços, o Apple One.

Dos smartwatches aos iPads: Apple apresenta novidades esta terça-feira

Desde relógios pensados na saúde e bem estar aos que sentem as mudanças do oxigénio do sangue, a expectativa é alta para o evento que a Apple vai efetuar esta terça-feira.

Apple pretende fabricar 75 milhões de iPhones 5G até ao fim do ano

A fabricante tecnológica norte-americana também está a preparar dois novos modelo do Apple Watch, um novo iPad Air e um novo HomePod.
Recomendadas

Família Azevedo aumenta o preço da OPA sobre a Sonae Capital em 10%

A Efanor, holding da família Azevedo, reviu em alta o preço da Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Sonae Capital. Paga agora 77 cêntimos em vez dos anteriores 70 cêntimos. Esta OPA sobre a Sonae Capital decorre em simultâneo com uma oferta sobre a Sonae Indústria. O Grupo Sonae quer retirar ambas de bolsa.

Monese e Mastercard fazem parceria europeia

O objetivo do acordo é oferecer serviços bancários locais para consumidores em toda a Europa, incluindo em Portugal. Os clientes das contas multi-currency da ‘fintech’ britânica passam a ter acesso à rede global de aceitação de cartões Mastercard.

CP assinou contrato para compra de 22 novos comboios por 158 milhões de euros

A CP prevê que a entrega da primeira unidade aconteça no final de 2024, sendo que o processo ainda terá de passar pelo Tribunal de Contas.
Comentários