SAD do Benfica emite 40 milhões de euros em empréstimo obrigacionista

A operação incluiu uma oferta pública de venda de títulos, intitulada “Benfica SAD 2019-2022” e uma oferta de troca voluntária e parcial das obrigações “Benfica SAD 2017-2020”. Nesta última, que correspondeu a 11,5 milhões, a SAD do Benfica procurou o alargamento da maturidade para 2022 das obrigações que venciam em 2020.

A SAD do Benfica contraiu um empréstimo obrigacionista de 40 milhões de euros, a uma taxa de 3,75%, anunciou a Euronext Lisbon, a dona da bolsa de Lisboa, responsável pelo apuramento dos resultados, admissão da operação e custódia das obrigações.

Com cerca de cinco mil investidores a subscreverem ao empréstimo obrigacionista, a procura que ascendeu a mais de 118 milhões e quase triplicou a oferta.

Inicialmente, o valor de emissão estava fixado em 25 milhões de euros mas, caso fosse inteiramente ultrapassada, seria aumentada para 40 milhões, o que acabou por acontecer.

A operação incluiu uma oferta pública de venda de títulos, intitulada “Benfica SAD 2019-2022” e uma oferta de troca voluntária e parcial das obrigações “Benfica SAD 2017-2020”. Nesta última, que correspondeu a 11,5 milhões, a SAD do Benfica procurou o alargamento da maturidade para 2022 das obrigações que venciam em 2020.

De acordo com a calendarização da operação, os novos títulos emitidos serão admitidos no dia 21 de maio.

Marca Benfica vale 142 milhões de euros e entra no ranking dos 40 clubes mais valiosos

 

Ler mais
Relacionadas

SL Benfica entre as marcas mais valiosas é “boa notícia para o futebol português”, sublinha especialista em marketing desportivo

Os encarnados entraram diretamente para o ranking dos 50 clubes a nível mundial mais valiosos enquanto marca, sendo a única portuguesa presente na tabela. O que explica esta ascenção do SL Benfica?
Recomendadas

“Jorge Mendes é fantástico para vender mas dispensaria se quisesse comprar”

O dono da Gestifute terá ajudado o Sporting a disfarçar “o melhor possível” aquele que foi o encerramento do mercado de transferências. Se fosse dono de um clube, João Marcelino chamaria sempre Jorge Mendes quando quisesse vender jogadores. Para comprar atletas, nem tanto.

Liga NOS tem mais 24,8 milhões de seguidores esta época. Reforços do Sporting CP lideram nas redes sociais

Num estudo que apenas abrange os novos jogadores que chegam à Liga NOS na época 2019/20, é possível constatar que os reforços dos ‘leões’ contribuem com 7,1 milhões de seguidores nas redes sociais, com Jesé Rodríguez a trazer a maior fatia de adeptos

Félix ou Félis? Calma, o João explica

Félis e Félix. A questão sobre como se pronuncia o apelido do internacional português que alinha pelo Atlético de Madrid continua a gerar controvérsia nas redes sociais.
Comentários