Startup cria plataforma para apoiar pequenos negócios: “É importante reduzir os custos fixos e continuar a vender”

Empresas que estão a fazer entregas ao domicílio, ‘masterclasses’ e prestação remota de serviços podem chegar-se à frente. “Temos aconselhado os empreendedores a começar a adaptar os seus produtos para o digital ou áudio”, afirma João Duarte, fundador do Menos Hub, ao Jornal Económico

Compra aos pequenos” é a nova plataforma digital que pretende que as microempresas não sofram um (ainda mais) negativo impacto económico desta pandemia. A ideia é dar a conhecer empresas (individuais ou familiares) que se estão a reinventar para continuar a vender produtos ou serviços, numa altura em que os consumidores estão em casa.

Há pequenos empresários que começaram a criar vouchers “compre agora para usufruir depois”, a fazer entregas ao domicílio de forma extraordinária, a dar masterclasses ou a prestar serviços de forma remota, como os explicadores ou mesmo os personal trainers. A pensar nos rostos por trás destas soluções inovadoras, os empreendedores da Menos Hub lançaram, assim, um movimento online para lhes dar projeção.

“O cenário está a mudar de dia para dia, pelo que nos é difícil ter uma visão clara, mas parece-nos que a situação de isolamento se vai prolongar nas próximas semanas e possivelmente meses. Dessa forma, é crucial para os pequenos negócios se adaptarem porque, se ficarem à espera que a situação passe, provavelmente não vão sobreviver”, afirma João Duarte, fundador do Menos Hub, ao Jornal Económico (JE).

O diretório, que vai estar brevemente disponível num site próprio, está agora num documento do Google Docs e conta com mais de 30 negócios do Porto ao Algarve. Da alimentação ao artesanato, os pequenos empresários podem explicar o que estão a oferecer a quem está em regime de teletrabalho ou quarentena e divulgar links para as suas redes sociais/sites.

“Nós iremos analisar e, se se enquadrar, acrescentar à lista. O nosso objetivo é essencialmente mapear os pequenos negócios que se estão a adaptar e a criar soluções para esta situação, para que os consumidores possam usar o diretório para orientarem as suas compras”, explica o responsável pelo projeto.

João Duarte garante ainda ao JE que a sua comunidade de empreendedores com impacto social está otimista, porque tem assistido à adaptação e reinvenção de alguns negócios. “Temos aconselhado os empreendedores a começar a adaptar os seus produtos para o digital ou áudio”, refere.

Ler mais
Recomendadas

Alphabet com lucros de 11,25 mil milhões de dólares num terceiro trimestre em que receitas voltaram a crescer

Vindos do primeiro trimestre com uma diminuição de receitas na história da companhia, a empresa-mãe da Google volta agora em força, em parte empurrada pelas verbas associadas à publicidade.

Facebook aumenta lucro no terceiro trimestre impulsionado pela publicidade

A rede social também revela que conseguiu diminuir para metade as despesas relacionadas com “geral e administração”, em grande parte devido ao encerramento de escritórios um pouco por todo o mundo, acompanhando a tendência do teletrabalho.

Amazon com lucros 6,3 mil milhões de dólares, acima das previsões dos analistas

A empresa do homem mais rico do mundo conseguiu lucros e receitas acima das projeções dos analistas, sendo que, para o último trimestre do ano, a empresa antecipa resultados ainda mais fortes, naquela que é uma das maiores ganhadoras na pandemia.
Comentários