Taxa de desemprego nos 12,5% mas acima da média nacional

Dormidas e levantamentos no multibanco cresceram no primeiro trimestre deste ano.

A taxa de desemprego na Madeira fixou-se, no 1º trimestre de 2017, nos 12,5%, bem acima da média nacional (10,1%).

Ainda assim, o boletim trimestral da Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM)- publicado esta terça-feira – aponta para uma descida de 1,8% no número de pessoas sem trabalho na Região, nos primeiros três meses deste ano.

Já a taxa de inflação média do ano anterior ao mês de março foi de -0,3%, menos 0,8% do que no resto do país, enquanto os dados dos levantamentos adicionados às compras através de terminais de pagamento automático registaram um aumento em termos homólogos de 6,2%, com uma variação de mais 5,6% do que no continente.

O relatório da DREM refere ainda que o movimento de passageiros nos aeroportos regionais cresceu 10,3%, nos primeiros três meses de 2017, face ao mesmo período do ano anterior, uma evolução que acompanhou uma subida de 4,2% das dormidas, com proveitos totais de 8,0% e um crescimento no rendimento médio por quarto (RevPAR).

Recomendadas

Madeira atinge os 50 casos positivos de coronavírus

Esta semana termina a quarentena obrigatória para um primeiro grupo que cumpre o isolamento em unidade hoteleira. Neste sentido, foram já realizados 27 testes de rastreio à Covid-19 que aguardam resultado.

Cartões contactless com novo limite de 50 euros

Esta medida surge no âmbito da pandemia da COVID 19, procurando assim o Governo alargar e manter as recomendações de distanciamento social, incentivando-se os pagamentos “sem contacto”.

Linha de apoio a empresas da Madeira de 100 milhões de euros tem acesso universal

O início da operação será entre 20 e 24 de abril, e o período de vigência até 31 de dezembro de 2020. Se existir quebra de faturação de 40% e se as empresas mantiverem os postos de trabalho no período de carência de 18 meses o apoio transforma-se em fundo perdido.
Comentários