Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

O tema em destaque nesta quinta-feira é a reunião com os governadores do Banco Central Europeu. Na Assembleia da República o dia ficará marcado pelas audições ao Tribunal de Contas e ao ministro da Ciência sobre o Orçamento do Estado para 2021. O INE vai publicar estatísticas relativamente às empresas, ao turismo e desemprego.

BCE

Nesta quinta-feira, 29 de outubro, o evento em destaque será a reunião de Governadores do Banco Central Europeu

Entre os principais temas que o Conselho de Governadores tem na agenda está a deflação e o impacto de uma segunda vaga da pandemia na zona euro. Os analistas não preveem alterações no programa de compra de dívida de emergência do BCE nesta reunião, antecipando que o banco central deverá apenas avançar com novidades em dezembro, porém as atenções estarão centradas sobre o que poderá sinalizar Christine Lagarde na conferência de imprensa após a reunião.

Outros eventos em foco:

  • Às 11h00, na Assembleia da República, irá decorrer audição com o Tribunal de Contas sobre Orçamento do Estado (OE) para 2021; segue-se, às 16h00, a audição com o ministro da Ciência sobre OE 2021;
  • O INE vai publicar os Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores; os dados sobre a atividade turística; as estimativas mensais de emprego e desemprego, bem como as estatísticas de preços da habitação ao nível local;
  • O Eurostat vai divulgar estatísticas trimestrais quanto à venda de residências;
  • Comissão Europeia publica os índices de confiança dos consumidores e das empresas na zona euro, de outubro;
  • Será conhecida a estimativa do PIB dos EUA no terceiro trimestre.

 

Recomendadas

Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

A proposta foi aprovada na generalidade, a 28 de outubro, com os votos favoráveis do PS e as abstenções do PCP, PAN, PEV e das deputadas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues.

OE2021: Aprovada proposta para pagamento em prestações de IVA e IRC até 15 mil euros

A medida aplica-se apenas a tributos cujo valor no momento do requerimento e a pagar em prestações seja inferior a 15.000 euros.

Aprovada proposta que remete concurso do ‘IVAucher’ para fiscalização à posteriori do TdC

Em causa está um mecanismo, apelidado de ‘IVAucher’, que permite ao consumidor final acumular o valor correspondente à totalidade do IVA suportado em consumos nos setores do alojamento, cultura e restauração, durante um período (12 semanas) e utilizar esse valor, durante as 12 semanas seguintes, em consumos nesses mesmos setores.
Comentários