Turismo de Portugal vai ensinar a tirar partido do aumento da procura no interior

Portalegre, Alvaiázere e Coruche integram as principais etapas do programa ‘Green Up’ por serem municípios com estratégias exemplares de promoção de produtos endógenos.

Marvão

O Turismo de Portugal vai ensinar a tirar partido do aumento da procura que se está a verificar no interior do país em resultado do impacto da pandemia de Covid-19.

“Neste verão a pandemia da Covid-19 fez explodir a procura turística no interior do país. O Turismo de Portugal, em parceria com os Territórios Criativos, lança em Portalegre um programa para empreendedores que estudam nas escolas de Hotelaria e Turismo: o objetivo é qualificar a oferta turística adaptando-a à identidade de cada território. Haverá um ‘Bootcamp’ em Alvaiázere e uma Grande Final em Coruche”, revela um comunicado da Territórios Criativos.

De acordo com esta nota, “preparar empreendedores para o interior de Portugal que saibam aproveitar o aumento de procura turística que estes territórios registaram no último verão, na sequência da pandemia da Covid-19, é o objetivo do ‘Green Up, o programa de Ideação em Turismo promovido pelos Territórios Criativos e pelo Turismo de Portugal e dirigido a Escolas de Hotelaria e Turismo de todo o país”.

“A valorização dos produtos e dos serviços endógenos, a sustentabilidade dos territórios e a promoção da economia circular são os pilares do programa”, adianta o referido comunicado.

De acordo com os responsáveis por esta iniciativa, “o ‘Green Up’ arranca na Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre no dia 26 de outubro [próxima segunda-feira] e, entre 2 e 30 de novembro, irá ter um ‘roadshow’ por mais 11 Escolas de Hotelaria e Turismo para selecionar 70 empreendedores”.

“Para as equipas que se formarem, seguir-se-á um ‘Bootcamp’ de dois dias em Alvaiázere, no distrito de Leiria, entre 10 e 11 de dezembro, constituído por dois dias intensivos de mentoria e formação. Depois, até meados de janeiro de 2021, as equipas serão acompanhadas e apoiadas na construção de 35 projetos de investimento, dos quais serão selecionados um grupo de finalistas. Então, a 7 de fevereiro, haverá em Coruche a Grande Final, em que serão apurados os vencedores”, adianta o comunicado em questão.

“O interior de Portugal tem-se revelado um conjunto de regiões quase imune à Covid-19, o que aumentou a sua competitividade enquanto território e lhe valeu uma primavera e um verão com uma procura histórica em termos de turismo e de restauração”, afirma Luís Matos Martins, CEO dos Territórios Criativos, a empresa de consultadoria e de apoio ao empreendedorismo que organiza o ‘Green Up’.

No entender deste responsável, “esta mais valia sanitária tem de ser posta ao serviço da fixação de pessoas nos seus territórios de origem e da aceleração da economia local, criando novas oportunidades no setor do turismo: é exatamente isso que o ‘Green Up’ irá promover e desenvolver”.

O lançamento do ‘Green Up’ será feito no dia 26 de outubro na Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, a partir das 11 horas. Contará com intervenções de Carlos Abade, do Conselho Diretivo do Turismo de Portugal; e de Ana Paula Pais, coordenadora da rede de escolas de hotelaria do Turismo de Portugal.

Luís Matos Martins e Teresa Preta, dos Territórios Criativos, apresentarão as diferentes etapas do programa.

“O aumento de procura turística no interior só será bem aproveitado por novos empreendedores se os investimentos potenciarem os produtos e os serviços locais, ou seja: se qualificarem a oferta turística adaptando-a à identidade de cada território”, afirma Luís Matos Martins.

Para este responsável, “isso implica lógicas de economia circular e de sustentabilidade, seguindo os objetivos de desenvolvimento sustentável [ODS] estabelecidos pelas Nações Unidas”, uma vez que “só com essas lógicas se conseguirá qualificar uma oferta turística que seja competitiva e sustentável nos tempos em que vivemos”.

Segundo o comunicado em apreço, Portalegre, Alvaiázere e Coruche integram as principais etapas do programa ‘Green Up’ por serem municípios com estratégias exemplares de promoção de produtos endógenos.

O Museu das Tapeçarias de Portalegre; o Festival Gastronómico do Chícharo, em Alvaiázere; ou o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, em Coruche, são exemplos de qualificação e sustentabilidade da oferta turística.

 

 

Ler mais
Recomendadas

“Sobreviver a Pão e Água”. “Centenas” de membros do movimento dispostos a regressar à greve de fome se Governo não aprovar medidas exigidas

Movimento diz que Governo disse que iria apresentar em breve várias das medidas por si exigidas. Se até dia 11 de dezembro, não apresentar as restantes medidas ameaçam que com o regresso à greve de fome em frente ao Parlamento e por todo o país, com “mais de uma centena de pessoas”.

Sindicato denuncia que Ryanair se prepara para despedir 23 tripulantes no Porto enquanto abre processo de recrutamento

O SNPVAC denuncia que, ao mesmo tempo que a companhia aérea avança para o despedimento coletivo, já está a realizar cursos para novos tripulantes “violando grosseiramente o Código de Trabalho”, segundo o sindicato.

Costa adia anúncio de medidas de apoio para as rendas do comércio e da restauração

A 21 de novembro, o primeiro-ministro anunciou que as medidas de apoio para as rendas de lojas e restaurantes seria anunciada nos dias seguintes. Passados 15 dias, o Governo ainda não anunciou os apoios e adiou para a próxima semana.
Comentários