Última etapa do acordo comercial anima Wall Street no dia em que a banca apresenta mais resultados

Na frente comercial, a Reuters noticiou que o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, revelou que as negociações com a China estão próximas da fase final. A agência de notícias também deu conta que os norte-americanos exigiram que a China refute os subsídios industriais, uma condição para que o acordo seja alcançado.

Reuters

Os três principais índices da bolsa de Nova Iorque iniciaram a semana com ganhos. O sentimento dos investidores está em alta, suportado pelas notícias que dão conta do progresso nas negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China. Esta segunda-feira, outros grandes bancos norte-americanos vão divulgar resultados depois do JP Morgan ter apresentado bons resultados na semana passada.

Esta segunda-feira, o S&P 500 iniciou a subir 0,66%, para 2.907,41 pontos; o tecnológico Nasdaq acumula 0,44%, para 7.628,15 pontos; e o industrial Dow Jones avança 1,03%, para 26.412,30 pontos.

Na banca, as ações do Goldman Sachs, que apresenta resultados depois da sessão de hoje, estão a subir 2,47% para 207,84 dólares. O Citigroup também vai apresentar resultados mais logo.

Em consequência, a Boeing, a maior exportadora norte-americana para o mercado chinês, está a subir mais de 2%, para 379,64 dólares.

Nas matérias-primas, o preço do petróleo está a descer. Em Londres, o Brent, referência para o mercado europeu, está a cair 0,59%, para 71,13 dólares, enquanto o West Texas Intermediate, nos EUA, desce 0,64%, para 63,48 dólares.

 

 

Ler mais
Relacionadas

Dia quase perfeito deixa Wall Street à porta de novos recordes

Esta semana irão sair alguns dados económicos importantes, como o PIB da China, o Beige book e as vendas a retalho nos EUA, contudo serão muito provavelmente os resultados das empresas a ditar o movimento em Wall Street e restantes principais praças mundiais.

Wall Street fecha em alta em dia de lucros do JP Morgan e do Wells Fargo

O JP Morgan apresentou hoje os seus lucros que aumentaram 5% para 9,18 mil milhões de dólares. Já o banco norte-americano Wells Fargo anunciou hoje que registou um crescimento de 14% do lucro no primeiro trimestre deste ano, para 5,86 mil milhões de dólares.
Recomendadas

Ásia atrai investidores com retornos de 9%

Mercados emergentes podem crescer 8% até 2023, o dobro dos EUA e Europa. Regulação menos restritiva pode tornar a China continental numa alternativa ao investimento em Hong Kong e Singapura.

Visa diz que IA vai tornar o crédito mais personalizado

Antony Cahill, administrador da Visa, não decreta a ‘sentença de morte’ ao numerário, embora já nem use cartões de crédito. “Faço tudo pelo telefone”.

‘Guerra comercial’ afeta setor tecnológico e arrasta Wall Street

Conflito comercial entre EUA e China está a afetar o setor tecnológico e os outros índices foram arrastados para o ‘vermelho’.
Comentários