Vales do Estado podem comprar manuais em segunda mão

A atribuição dos vales MEGA começa esta semana. Manuel Tovar, cofundador da Book in Loop, plataforma de compra e venda de manuais escolares, explica como podem os ‘vouchers’ ser utilizados em lojas em segunda mão.

Os manuais escolares vão ser, pela primeira vez, gratuitos para todos os alunos do ensino público no próximo ano letivo. A legislação permite que os vouchers sejam utilizados em lojas em segunda mão. Uma dessas lojas é a Book in Loop, um projeto que visa “criar a maior ação de reutilização de sempre em Portugal, promovendo hábitos de compra sustentáveis em prol do ambiente”.

Manuel Tovar, cofundador da Book in Loop, plataforma de compra e venda de manuais escolares, esclarece os pais como funcionam os vouchers, como podem obtê-los, como decorre o processo e outros detalhes relevantes para as famílias.

 

O que é a Book in Loop e com que objetivos foi criada? 

A Book in Loop é uma plataforma online de compra e venda de manuais escolares em segunda mão, criada em 2016, ano em que os manuais escolares de uma criança pesavam cerca de 200 euros no orçamento das famílias portuguesas. A Book in Loop surgiu como uma solução inovadora, para permitir que todas as famílias poupassem até 80% nos manuais escolares, com a recolha, seleção e entrega de manuais usados como novos.

 

Porque decidiram continuar a operação em 2019 se já existe gratuitidade?
A medida da gratuitidade dos manuais escolares para os alunos do ensino público é muito importante para reduzir os encargos das famílias com a educação, num período particularmente difícil que é o regresso às aulas. No entanto, para que esta medida seja eficiente, tanto do ponto de vista orçamental, como do ponto de vista ambiental, acreditamos que a gratuitidade tem de ser aliada à reutilização.

 

Qual o calendário de distribuição dos manuais?

O processo de distribuição dos vales MEGA para a compra dos livros é da responsabilidade da Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (Dgeste): a partir de 9 de julho terá início a distribuição dos vales para os alunos que já este ano tiveram acesso aos manuais gratuitos e, segundo a Dgeste, até 31 de julho o mesmo deve acontecer em relação a todos os alunos dos restantes anos de escolaridade. Para isso, os encarregados de educação têm de se inscrever na plataforma MEGA.

Como funciona o processo? 

Relativamente a usar estes vales na Book in Loop, o processo é simples: qualquer pessoa pode inscrever-se na nossa plataforma para vender ou comprar manuais. Do ponto de vista de quem compra, este ano, os utilizadores já podem fazer a reserva dos manuais, mesmo antes de terem os vouchers atribuídos pelo Ministério da Educação. Depois de feita a reserva online, os livros são atribuídos por ordem de inserção do voucher na plataforma e entregues ao domicílio ou numa loja Continente mais próxima.

Para quem vende, o processo é idêntico: as pessoas inscrevem-se na plataforma, os manuais são recolhidos no domicílio ou deixados no Continente mais próximo e, depois, são sujeitos a um processo de verificação da qualidade para poderem voltar a ser utilizados e cruzados com as reservas que foram feitas.

Todos os manuais escolares entregues para venda são sujeitos a um controlo de qualidade certificado pedagogicamente pela Universidade de Aveiro.

 

Quais são as vantagens para quem compra ou vende os manuais escolares através da Book in Loop?
Em primeiro lugar, acreditamos que uma iniciativa de reutilização como esta tem um impacto que consideramos muito importante na pedagogia dos alunos e das famílias, no sentido de promover a adoção de novos hábitos de consumo. Adicionalmente, tendo em conta que a utilização dos vales fora da Book in Loop também não é garantido que o aluno receba um manual novo, acreditamos que temos um conjunto de vantagens que mais nenhuma livraria terá: há poupança para quem vende os seus livros, através da recuperação do investimento; há poupança, através de incentivos em material escolar, para quem adquire usados; e há poupança para o ambiente, através da reutilização do manual.

O vendedor recebe sempre 25% do PVP do manual; o comprador recebe um valor fixo por manual, que pode ir até 7 euros; os portes de envio são grátis e os livros são enviados já encapados, para aumentar a durabilidade. Por cada livro reutilizado que receber, o cliente recebe também um incentivo em Cartão Continente, que pode também ser utilizado em cadernos de atividades e material escolar. É um mundo de vantagens que damos aos pais e que vão fazer a diferença, mesmo com a gratuitidade dos livros.

Ler mais
Recomendadas

Fique a saber que opções tem caso queira trocar um artigo

Não se esqueça de guardar todos os talões, comprovativos ou recibos. Assim, tem as ofertas todas acauteladas e pode, ainda, fazer as suas contas.

Norte-americanos são os que mais gastaram em alojamento em Portugal

Dados da plataforma de alojamento Uniplaces indicam que os estudantes e profissionais oriundos dos Estados Unidos são os que mais gastam em arrendamento no nosso país, seguidos pelo Reino Unido, França, Holanda e Alemanha.

Quais as vantagens de transferir o crédito à habitação para outro banco?

Provavelmente já ouviu falar de casos de familiares ou de amigos que transferiram o seu crédito habitação para outra instituição e quer perceber as vantagens desta operação. Ou talvez considere que tem o melhor spread e precisa de saber se isso é verdade. Neste artigo, João Morais Barbosa, administrador do Grupo Reorganiza, falar das vantagens de transferir o seu crédito habitação para outro banco.
Comentários