“Vírus podia ter sido travado”. Donald Trump volta a responsabilizar a China

Donald Trump acredita que se a China tivesse travado pandemia, quando começou, e passado informação em relação à doença, a situação não teria atingido as proporções atuais. “Agora todo o mundo, ou quase, está infetado com este terrível vírus”, acusou.

donald_trump_irão
Michael Reynolds/EPA via Lusa

O presidente dos EUA Donald Trump voltou a sugerir que a China é a responsável pela disseminação do coronavírus, durante uma conferência de imprensa na Casa Branca . “Se as pessoas tivessem sido informada, o vírus podia ter sido travado, afirmou o Presidente Americano.

Donald Trump acredita que se a China tivesse travado pandemia, quando começou, e passado informação em relação à doença, a situação não teria atingido as proporções atuais. “Agora todo o mundo, ou quase, está infetado com este terrível vírus”, acusou.

No início da conferência de imprensa Donald Trump referiu-se mais uma vez à Covid-19 como “vírus chinês”, um termo que o Governo da China considera ofensivo. Tom Cotton, senador republicano do Estado de Arkansas, concorda com o presidente norte-americano e disse que a “China tem de ser responsabilizada por este surto epidémico”.

Os Estados Unidos da América (EUA) poderão entrar em recessão económica por causa da pandemia de Covid-19 e Donald Trump já abriu essa possibilidade, mas também já afirmou que a economia americana “terá um crescimento tremendo” quando a pandemia estiver controlada.

 

 

Ler mais
Recomendadas

EUA. Republicanos do Senado poderão rejeitar pacote de 1,9 biliões de Joe Biden

Os republicanos acreditam que o plano do presidente norte-americano para recuperação da crise provocada pela pandemia inclui medidas que nada têm a ver com alívio à Covid-19. A vice-presidente, Kamala Harris, poderá ter de desempatar a votação do projeto de lei.

Malta reclama pagamento de impostos em dívida a empresa ligada a Isabel dos Santos

A autoridade tributária do país está a reclamar o pagamento de 191 mil euros de impostos à empresa de consultoria Kento Holding.

Sarkozy condenado a três anos de prisão por corrupção ativa e tráfico de influências

O antigo presidente francês foi considerado culpado de corrupção ativa a um magistrado e de tráfico de influências. Foi condenado a três anos de prisão, com dois de pena suspensa.
Comentários