Worten apresenta queixa na PJ devido a SMS fraudulentos em seu nome

Recebeu um SMS em nome da Worten? Cuidado que pode ser fraudulento. Retalhista portuguesa alerta clientes que não devem facultar dados pessoais e já apresentou queixa à PJ.

Na sequência de SMS fraudulentas que estão a circular nome da retalhista Worten, aludindo a um sorteio de aniversário, empresa apresentou queixa junto da Polícia Judiciária (PJ), onde dá conta para utilização indevida do nome Worten nas mensagens que começara a circular no final da semana passada e terão como objectivo recolher dados do utilizador ou possivelmente instalar malware.

A Worten, empresa portuguesa de electrodomésticos e electrónica do grupo Sonae, alerta que estão a circular um número de SMS fraudulentas. E já apresentou queixa junto da Polícia Judiciária (PJ), alertando para mensagens fraudulentas em nome da retalhista que aludem a um sorteio de aniversário e a um prémio seguido de um link que provavelmente irá tentar recolher dados do utilizador ou possivelmente instalar malware.

“A Worten apresentou queixa na sexta-feira, 13 de setembro, à PJ, reportando que estão a circular estas mensagens fraudulentas desde a semana passada e que não foi utilizada a base de dados da empresa dado que os SMS estão a ser enviados aleatoriamente, sendo determinados contactos clientes da Worten e outros não”, avançou ao Jornal Económico fonte oficial da empresa do grupo Sonae.

Fonte da PJ avançou, por seu turno, ao JE que o malware pode estar associado “a várias campanhas de ‘phishing’ (crime de ludibriar as pessoas, levando-as a partilhar informações confidenciais) com o objectivo de capturar dados pessoais, sendo que este tipo de empresas é utilizada para servir de imagem à disseminação de malware”.

O ‘phishing’ é uma burla online em que as vítimas são levadas a acreditar que estão numa página que conhecem (por exemplo o banco que usam online) quando, na verdade, estão numa página fraudulenta com imagem semelhante.

Worten alerta clientes para não facultar dados pessoais

Tal como noticiou na quinta-feira assada, 11 de setembro, a  Worten alertou os seus clientes para e-mails e SMS fraudulentos que estão a circular, não sendo nem da sua autoria, nem da sua responsabilidade. O aviso da cadeia nacional de electrodomésticos e electrónica consta no seu site, onde a retalhista dá conta que foram identificadas “campanhas falsas usando o nome/domínio Worten” e alerta os clientes não devem facultar dados pessoais.

“Alertamos que não devem facultar quaisquer dados pessoais na sequência destes e-mails e SMS. Estamos a desenvolver todos os esforços para conter esta situação, incluindo alertar as autoridades competentes”, realça a Worten no aviso.

As mensagens fraudulentas que estão a circular, desde quinta-feira passada, contêm um link que provavelmente irá tentar recolher dados do utilizador ou possivelmente instalar malware. O link começa por http://, em vez dos links encurtados pelo site Bitly que a Worten costuma usar nas mensagens de publicidade normal.

Nestes SMS que estão a circular, com data de 11 de Setembro, o remetente aparenta ser a Worten, indiciando que os responsáveis por esta fraude conseguiram de alguma forma enviar estas mensagens de forma ‘legítima’ através de provável acesso à base de dados de clientes da retalhista.

Sobre este eventual acesso  à base dados de clientes, fonte oficial da Worten adiantou ao JE que “após análise da aparente utilização da base de dados de clientes, chegou-se à conclusão que as mensagens estão a ser enviadas aleatoriamente e que determinados contactos são de clientes da Worten e outros não”.

No SMS fraudulento pode ler-se: “Caro cliente, tentamos entrar em contacto contigo. Você ficou em 3 lugar no nosso sorteio de aniversario feito em 20/08/2019. Seu prémio: http://……”. No  corpo da mensagem realça-se que começam a tratar o cliente numa forma impessoal (“tentamos entrar em contacto contigo”) para logo de seguida adoptar um modo formal em “você ficou em 3 lugar…” e “Seu prémio”.

Em caso de SMS fraudulento, proceda com cautela

Segundo o site 4gnews, é difícil evitar receber este tipo de mensagens, geradas automaticamente através de bases de dados, alertando que, neste caso, deverá sempre proceder com cautela.  E sugere alguns passos: caso se trate de alguma promoção, confirmar a mesma no site ou na própria loja antes de abrir links. A mesma situação, diz, se aplica a códigos de desconto.

O 4gnews sugere ainda: “se a mensagem disser que ganhaste algo, é provavelmente falsa. Mesmo que tenhas participado em algum sorteio, confirma sempre presencialmente em loja ou no site. Faças o que fizeres, não insiras os teus dados em lado nenhum ou preenchas formulários”.

Ler mais
Recomendadas

Cerca de 60 pessoas em protesto contra o fecho dos CTT no Monte de Caparica

Cerca de 60 pessoas protestaram hoje contra o fecho do único posto de correios no Monte de Caparica, em Almada, no distrito de Setúbal, afirmando que vão “lutar até ao fim” para que permaneça na freguesia.

A senhora que se segue no Turismo é Rita Marques, atual CEO da Portugal Ventures

Rita Marques lidera a Portugal Ventures, entidade que resultou da fusão de três Sociedades de Capital de Risco em Portugal – AICEP Capital, InovCapital e Turismo Capital.

Porsche quer SIVA a crescer para 30 mil carros vendidos por ano “a médio prazo”

“Estamos muito orgulhosos por conseguirmos concluir esta operação”, que ficou fechada a 15 de outubro, revelou em conferência de imprensa Hans Peter Schützinger, CEO da Porsche Holding Salzburg.
Comentários