Bankinter lança fundo PPR de alto risco que vai investir em empresas focadas em construir o futuro do planeta e da humanidade (com áudio)

O fundo Bankinter Mega TT PPR tem uma exposição mínima de 85% em ações e destina-se a clientes com um perfil de alta tolerância ao risco, com capacidade para suportar perdas de capital, e cujo objetivo seja obter rendibilidade superior à do mercado acionista global.

José Miguel Calheiros Bankinter
José Miguel Calheiros, diretor de gestão de ativos do Bankinter

O Bankinter Gestión de Activos anunciou em comunicado o lançamento em Portugal de um novo Fundo PPR para investimento em Tendências e Temas com potencial de crescimento elevado a médio e longo prazo.

O portfolio será constituído por Fundos de Investimento e ETFs subordinados às tendências de Digitalização e Digitização, Sustentabilidade e Consumidor e Sociedade.

“O portfolio do fundo Bankinter Mega TT PPR será maioritariamente constituído por fundos de investimento de terceiros e ETFs especializados em três grandes áreas que, pela sua importância estrutural na atualidade e desenvolvimento expectável no futuro, apresentam elevado potencial de rendibilidade, a saber: Digitalização e Digitização (Inteligência Artificial, Cibersegurança, Robotização, Fintech, Big Data); Sustentabilidade (Infraestruturas, Água, Smart Energy; e Consumidor e Sociedade (Smart Cities, Health Tech, Biotech, Oncologia)”, diz o banco em comunicado.

O fundo Bankinter Mega TT PPR tem uma exposição mínima de 85% em ações e destina-se a clientes com um perfil de alta tolerância ao risco, com capacidade para suportar perdas de capital, e cujo objetivo seja obter rendibilidade superior à do mercado acionista global.

“O fundo PPR será gerido de forma ativa e flexível (isto é, sem restrições de regiões, setores, capitalização e divisas) pela equipa da Bankinter Gestión de Activos em Portugal, que conta com larga experiência, e integra uma equipa de mais de 50 pessoas da Bankinter Gestión de Activos no Grupo, responsável pelo lançamento do fundo de investimento Bankinter MegaTendencias IIC em Espanha”, adianta o grupo.

José Miguel Calheiros, Diretor-geral da Bankinter Gestión de Activos em Portugal, diz em comunicado que se “trata de uma oportunidade de investimento muito interessante a médio e longo prazo, em empresas que estão a construir o futuro do planeta e da Humanidade, contribuindo para alterar os paradigmas vigentes de produção e consumo de energia e da forma como interagimos uns com os outros. Com a BKGA Portugal, os nossos clientes contam com a gestão ativa e diversificada da sua carteira entre Tendências e Temas, em função da sua maior ou menor atratividade em cada momento”.

Recomendadas

Fundos ESG ainda têm muito espaço para crescer em Portugal

No ano passado, a maioria das subscrições de fundos ESG foram feitas por pessoas singulares (99,2%), segundo os dados da CMVM, que mostram que as subscrições líquidas se revelaram nos quatro últimos anos, apesar de 2020 ter apresentado uma diminuição de 75% face a 2019.

Wall Street fecha em alta primeira semana de resultados trimestrais

O sector financeiro arrancou mais uma época de resultados trimestrais com lucros que superaram as expectativas do mercado, impulsionando os três principais títulos norte-americanos a ganhos na semana.

PremiumMinutas da Fed sinalizam ‘tapering’ em novembro

Reserva Federal norte-americana sinalizou início do ‘tapering’ no próximo mês. Inflação pressiona ações. Começou a apresentação de resultados nos Estados Unidos.
Comentários