China levanta restrições e apoia cinema de Macau e Hong Kong

As medidas incluem o cancelamento de limites numéricos à participação de residentes de Hong Kong e Macau em produções chinesas e a anulação das restrições aos elementos relacionados com a China em coproduções com estes dois territórios.

A China levantou restrições e vai passar a apoiar a indústria cinematográfica de Macau e de Hong Kong, informou esta terça-feira o governo de Macau.

Macau “acolhe esta iniciativa com satisfação e com a convicção de que encorajará a cooperação bilateral, abrindo espaço para o desenvolvimento setorial, beneficiando a produção cinematográfica e estimulando a diversificação adequada da economia” do território, indicou, em comunicado, o Gabinete do Porta-voz do Governo.

As medidas incluem o cancelamento de limites numéricos à participação de residentes de Hong Kong e Macau em produções chinesas e a anulação das restrições aos elementos relacionados com a China em coproduções com estes dois territórios.

Pequim também passa a permitir “que obras e profissionais do cinema de Hong Kong e Macau se inscrevam nas fases de seleção para prémios da China interior, como o Huabiao, Galo de Ouro, Cem Flores”, bem como que empresas dos dois territórios ”solicitem apoios para divulgação de obras chinesas de excelência, seja em Hong Kong, Macau e Taiwan, ou no exterior”, de acordo com a mesma nota.

Para o Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), estas medidas vão exercer “um importante efeito positivo sobre a formação de recursos humanos e produção de filmes locais”.

No futuro, espera-se que as obras e atores de Macau tenham ainda mais espaço na China, uma vez que se trata de uma “imensa oportunidade para o desenvolvimento das indústrias culturais da RAEM”, segundo as autoridades.

“Ao explorarem o seu potencial para produzir obras criativas, deseja-se que tais empresas consigam entrar no mercacinemado chinês e sair para os mercados internacionais, escrevendo um belo capítulo da história do cinema local”, defendeu o governo de Macau.

Ler mais
Recomendadas

Alter do Chão anuncia Alter International Horse Summit e quer integrar Turismo Equestre na oferta nacional

O projeto tem um investimento aproximado de meio milhão de euros, diz o comunicado, “financiados pelos parceiros viabilizadores, Câmara Municipal de Alter, por via de candidatura ao Programa Valorizar, Turismo do Alentejo e Ribatejo e diversos patrocinadores e parceiros privados”, lê-se na nota.

UNESCO inscreve centenário de Amália Rodrigues no seu calendário de comemorações

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura reconheceu a cantora portuguesa como fadista, compositora e atriz.

“A Guerra dos Tronos”: primeiro episódio foi descarregado mais de 55 milhões de vezes

A “Guerra dos Tronos” continua a ser a a série mais pirateada da atualidade.
Comentários