É possível pedir crédito pessoal com problemas bancários?

O pedido de um crédito pessoal com problemas bancários pode não ser facilitado pelas instituições financeiras, mas nem sempre é negado aos consumidores. Fique a conhecer como é possível pedir um empréstimo nestas condições e como evitar situações de incumprimento.

Se atualmente sente dificuldades em pagar as prestações mensais dos seus créditos – seja do empréstimo que contraiu para comprar um carro ou para fazer aquelas férias de sonho – entre em contacto com a instituição financeira na qual detém o financiamento. Enquanto cliente bancário, tem direito à proteção em situações de incumprimento.

Outra opção passa pela consolidação de créditos. Se detém vários empréstimos numa ou mais instituições, pode juntar todos num só, o que lhe permitirá alargar o prazo de pagamento e, consequentemente, ficar com uma prestação mensal inferior. No entanto, note que o custo total do crédito (MTIC) poderá aumentar.

Mas como é que os bancos sabem dos problemas bancários?

Previamente à aprovação de um empréstimo, os bancos fazem uma análise de risco do cliente e, com base no resultado, decidem se emprestam, ou não, o montante solicitado.

Dentro desta análise é avaliado o comportamento financeiro do consumidor. Quanto mais cumpridor for, ou seja, se pagar as prestações mensais na data acordada e nunca tiver tido problemas bancários, maior é a probabilidade de a instituição financeira lhe emprestar o dinheiro de que precisa.

Para além da regularidade nos pagamentos dos seus créditos, as instituições financeiras também analisam os seus movimentos bancários dos últimos meses. Isto porque, se for detetado algum comportamento de risco – como por exemplo, levantamentos regulares junto a um casino, que podem antecipar algum vício relacionado com jogo -, o empréstimo poderá ser rejeitado.

Para perceberem se o cliente tem problemas financeiros, as instituições financeiras recorrem à chamada Central de Responsabilidades de Crédito (CRC) do Banco de Portugal, que agrega no Mapa de Responsabilidades de Crédito (MRC) todos os créditos passados e detidos atualmente por um cliente.

O Mapa de Responsabilidades de Crédito é acessível pelos bancos, mas também pelo próprio cliente. Para conseguir ter acesso ao seu, basta ver este vídeo e seguir os seis passos indicados:


Como pedir crédito pessoal com problemas bancários?

Quando um consumidor pondera pedir um crédito pessoal com problemas bancários, é normal que automaticamente lhe ocorra uma resposta negativa por parte da instituição financeira, embora o seu desfecho não tenha de ser necessariamente este.

É verdade que a instituição financeira na qual detém um crédito pessoal com problemas bancários provavelmente lhe vai negar o pedido de um empréstimo. No entanto, porque não comparar todas as outras entidades bancárias do mercado? Os bancos não são todos iguais, pelo que poderá conseguir ter o seu pedido de crédito pessoal com problemas bancários aceite.

Uma vez que se encontra com problemas bancários, a instituição de crédito poderá exigir algum tipo de garantias bancárias para poder ter a segurança de que o montante que lhe irá emprestar será devolvido.

De entre estas garantias poderá ser exigido um fiador para pagar o valor em dívida em caso de incumprimento. Por outro lado, também podem ser pedidas garantias como bens móveis (por exemplo, um automóvel), hipoteca ou até mesmo a subscrição de um seguro de vida.

Como evitar ter problemas bancários no futuro?

O primeiro passo para evitar ter problemas bancários no futuro é controlar as suas finanças pessoais e conseguir perceber quando está com dificuldades em pagar os seus créditos.

Consequentemente, deve fazer uma introspeção. Analise a sua taxa de esforço, pois se esta for superior a 33% poderá correr o risco de entrar em incumprimento. Se é este o caso, fale com o seu banco e tente renegociar o financiamento em questão.

Caso detenha um crédito à habitação cuja prestação mensal esteja a desequilibrar o seu orçamento mensal, poderá optar por transferir o empréstimo, pois, ao fazê-lo poderá conseguir um spread mais competitivo e, assim, reduzir o valor a pagar todos os meses.

Por outro lado, se é titular de vários empréstimos com diversas prestações mensais que lhe são cobradas em datas diferentes, poderá ser vantajoso para si juntar todos estes créditos num só. Deste modo, ficará apenas com uma mensalidade mais reduzida, podendo ainda alargar o prazo de pagamento.

As opções são diversas, pelo que não deve descartar nenhuma. Caso contrário, poderá mesmo entrar em incumprimento e ficar numa posição mais delicada que no futuro não lhe irá permitir solicitar um crédito pessoal com problemas bancários.

Nesta situação poderá recorrer ao PERSI (Procedimento Extrajudicial de Regularização de Situações de Incumprimento) – um acordo que se faz com o banco para regularização de dívidas – ou até mesmo pedir ajuda à RACE (Rede de Apoio ao Cliente Endividado) do Banco de Portugal.

Recomendadas

Revolut ultrapassa um milhão de clientes na Península Ibérica. Em Portugal há meio milhão

Em Portugal são já mais de 500 mil os clientes, enquanto em Espanha o valor já ultrapassou os 600 mil utilizadores.

APB anuncia Sertã e Loures como vencedoras da Final Nacional do European Money Quiz 2020

A APB associa-se a esta iniciativa pelo terceiro ano consecutivo. Participaram na edição de 2020 cerca de 2 mil alunos do ensino básico, oriundos de 48 escolas de todo o país, incluindo ilhas.

PremiumFundo de Resolução responde a pedido do Bloco de Esquerda na próxima semana

O partido pediu o contrato de venda do Novo Banco, a resposta deverá ser enviada na próxima semana. Há seis contratos na venda.
Comentários