Encomendou os manuais escolares do seu filho online, mas ainda não os recebeu? Saiba o que fazer

Comece por se informar sobre as razões do atraso na entrega dos manuais. Se o incumprimento se deve à indisponibilidade dos livros, o comerciante tem de o informar sobre essa circunstância.

Se comprou online os livros escolares para este ano letivo, mas a entrega não foi feita na data prevista, pode reclamar e exigir o cumprimento dos seus direitos.

As aulas já começaram pelo que esta questão é urgente. O consumidor não deve recear ficar sem os livros e sem o dinheiro já pago. Comece por se informar sobre as razões do atraso na entrega dos manuais. Se o incumprimento se deve à indisponibilidade dos livros, o comerciante tem de o informar sobre essa circunstância.

Caso a urgência em ter os livros seja muita, o consumidor pode desistir da encomenda e solicitar o reembolso dos montantes pagos. Esse reembolso deve ser efectuado no prazo máximo de 30 dias.

Se, por outro lado, for possível aguardar a disponibilidade dos livros, pode manter a sua compra activa, impondo ser informado sobre o estado da encomenda com regularidade.

Informe-se dos seus direitos nas compras online.

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

Ler mais
Recomendadas

Portugueses aderem a compras online mas têm menos dinheiro para gastar

A Intrum aconselha os consumidores a estabelecerem prioridades na Black Friday. “As promoções online são uma mais valia nesta fase em que temos de estar o mais resguardados possível”, refere o diretor geral da empresa em Portugal.

Recebeu um SMS com reembolso de imposto de 105 euros para si? Fisco alerta para fraude e pede para ignorar

Autoridade Tributária (AT) alerta para mensagens falsas enviadas para o telemóvel a pedir para carregar em links que são fornecidos para receber alegados reembolsos de impostos de 150 euros a contribuintes. Objetivo: Objetivo é “convencer” o destinatário a aceder a páginas maliciosas. Fisco avisa que mensagens “devem ser ignoradas”.

Produtos de poupança dos seguros terão de ser redesenhados

Enquanto se espera pelo Produto de Poupança Europeu, o PEPP, os seguradores nacionais estão adaptar-se com novas ofertas num contexto difícil. Novos incentivos fiscais vinham a calhar para fazer crescer a motivação para a poupança.
Comentários