Euro segue acima de 1,21 dólares em máximo de dois meses  

O euro subiu esta sexta-feira para máximos de dois meses face ao dólar, após terem sido divulgados dados fracos do emprego nos Estados Unidos, que devem afastar a possibilidade de uma redução em breve dos estímulos monetários.

O euro subiu esta sexta-feira para máximos de dois meses face ao dólar, após terem sido divulgados dados fracos do emprego nos Estados Unidos, que devem afastar a possibilidade de uma redução em breve dos estímulos monetários.

Às 17:45 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,2145 dólares, quando na quinta-feira negociava a 1,2050 dólares.

A taxa de desemprego nos Estados Unidos subiu uma décima em abril para 6,1% e a criação de emprego abrandou para 266.000 novos postos de trabalho, indicou hoje o Departamento do Trabalho.

O número de empregos foi muito inferior ao esperado pelos analistas, que previam um milhão de novos postos de trabalho.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou hoje o câmbio de referência do euro em 1,2059 dólares.

 

 

Divisas……………hoje…………….quinta-feira

 

Euro/dólar…………1,2145………………..1,2050

 

Euro/libra…………0,86890………………0,86770

 

Euro/iene………….132,02………………..131,46

 

Dólar/iene…………108,71………………..109,11

Recomendadas

PRR serve “quem já está à mesa do Orçamento”, diz Viriato Soromenho-Marques

De acordo com o professor na Universidade de Lisboa, o Plano de Recuperação e Resiliência privilegia os grandes grupos económicos: “Essas pessoas não precisam de nenhum partido, já lá está o partido que lhes serve os interesses, já está instalado”.

Milhões da Europa começam a chegar este ano para o hidrogénio verde

O Plano de Recuperação e Resiliência vai começar a distribuir apoios já este ano e vai ser lançado um leilão para atribuir apoios. Várias empresas estão já a trabalhar para desenvolver um ‘cluster’ industrial de H2 verde de Sines.

Portugal terá a ganhar com acordo tributário global, diz ministro das Finanças

João Leão ressalva, contudo, ser “prematuro retirar consequências diretas para Portugal” deste compromisso, uma vez que este dependerá da forma como a criação de uma taxa mínima global sobre os lucros daquelas empresas e a atribuição de direitos fiscais aos países onde as empresas operam e não apenas onde estão sedeadas se irão articular e também de questões que precisam ainda de ser consensualizadas.
Comentários