PremiumJoana Vasconcelos: A responsabilidade social é uma “atitude transformadora”

“Quanto mais criadores, mais massa crítica há, mais evolução acontece”. Quem o diz é Joana Vasconcelos, a artista plástica cuja acutilância anda de mão dada com a vontade de fazer a diferença na vida daqueles que ainda estão a construir o seu caminho no universo das Artes. Da responsabilidade social ao estado do mercado global de arte, a conversa fluiu ao ritmo da caneta da artista sobre um dos seus inconfundíveis cadernos.

Joana Vasconcelos Artista plástica

Entramos no ateliê e o olhar voa até uma enorme fatia de bolo, que repousa placidamente no canto direito, no rés do chão do edifício. Não é comestível, mas não seria desdenhada por Gargântua ou Pantagruel. Surpreende a ausência de cor. Mas prende a retina pelas gárgulas e querubins que nos devolvem o olhar, impávidos ou sorridentes.

Estamos perante uma ínfima amostra do “Bola da Noiva”, encomenda de Lord Rothschild, a edificar em Waddesdon Manor, Inglaterra, e que será apresentada ao público no próximo ano. Uma peça de 12 metros revestida a azulejos Viúva Lamego. Quatro andares absolutamente gourmands, onde os visitantes poderão penetrar, desfrutar do espaço interior e alcançar o topo, para aí “darem o nó”. Literalmente.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Caetano Veloso lança dueto com Carminho

Carminho é convidada especial no novo álbum do lendário cantor brasileiro, o primeiro de originais do artista num período de dez anos. O tema “Você-Você” debruça-se sobre as diferenças entre o português falado em Portugal e no Brasil

PremiumMercan Properties faz renascer uma das mais belas pérolas de Amarante

Por uma razão que os sociólogos haveriam de saber explicar, a sociedade amarantina, nos idos dos anos 70 do século passado, era estranhamente estratificada, com as várias classes que por ali viviam a separar-se cortês e sorridentemente (se fosse caso disso) para não terem de conviver.

PremiumPaulo Merino, mais um gestor português no topo da finança mundial

O gestor português do Canada Pension Plan que foi considerado o melhor investidor europeu abaixo de 40 anos pela Financial News, nasceu em Penafiel, nos anos 80, antes da queda do Muro de Berlim. O seu percurso foi meteórico e prova que o mérito vence as adversidades, sobretudo quando é transfronteiriço.
Comentários