Lítio: João Galamba vai visitar local de prospeção da Savannah em Boticas

O secretário de Estado Adjunto e da Energia vai encontrar-se com os responsáveis da empresa concessionária.

João Galamba, secretário de Estado Adjunto e da Energia, vai visitar na próxima segunda-feira, dia dia 11 de novembro o local de prospeção previsto para explorar lítio em Boticas e Covas de Barroso, por parte da concessionária, a empresa britânica Savannah.

De acordo uma nota de agenda, João Galamba vai visitar na próxima segunda-feira as minas de Boticas e de Covas de Barroso, onde decorrem trabalhos de pesquisa e de prospeção a cargo da empresa Savannah.

Está previsto um encontro entre o secretário de Estado na Câmara Municipal de Boticas, seguindo-se uma partida para Covas de Barroso.

O programa prevê ainda uma breve reunião com os responsáveis da Savannah e uma visita ao centro de informação de Covas do Barroso.

A deslocação de João Galamba deverá concluir-se com uma visita ao local de prospeção, no Alto de Alijó.

A aposta nas minas de lítio tem gerado grande contestação por parte de comunidades locais e de organizações ambientalistas.

As últimas informações divulgadas apontam pata que o estudo de impacto ambiental desta mina seja concluído até ao final deste ano, estando revisto que, em fase de exploração, se possam retirar do local cerca de 25 camiões de minério por dia.

Ler mais

Recomendadas

Portugueses recorrem cada vez mais ao crédito. 635 milhões em setembro

Os portugueses recorreram mais ao crédito no mês de setembro num total de 635 milhões de créditos contraídos. De acordo com uma nota publicada pelo Banco de Portugal esta sexta-feira, 15 de novembro, relativa à evolução dos novos créditos aos consumidores, os portugueses pediram um total de 295 milhões de euros em crédito pessoal, num […]
marcelo_rebelo_sousa_legislativas

Marcelo considera aumento do salário mínimo “razoável” e promulga hoje o diploma

O Presidente da República vai promulgar hoje o diploma que estabelece um aumento do salário mínimo nacional para 635 euros em 2020, que considera “uma solução razoável, a pensar na economia e na sociedade portuguesa”.

Exclusivo: Farfetch com ‘breakeven’ em 2021 é “cenário perfeitamente realista”, diz José Neves

Em entrevista ao JE, o CEO diz que a empresa ainda não tem ‘guidance’ oficial, mas vê como correta a estimativa dos analistas sobre o ‘breakeven’ ao nível do EBITDA daqui a dois anos. A melhoria da margem no terceiro trimestre mostra o caminho a seguir, diz, mostrando confiança numa subida das ações. Cotação do título dispara 33% na abertura em Wall Street.
Comentários