Mais de metade dos portugueses não tenciona fazer férias neste verão

Uma sondagem realizada pela Aximage para a TSF/JN/DN indica que 52% dos portugueses não tencionam ir de férias neste verão. Entre os que planeiam ir de férias (48%), o mercado interno está no topo das preferências.

Mais de metade dos portugueses não têm intenção de fazer férias neste verão, segundo uma sondagem publicada este domingo e realizada pela Aximage para a TSF/JN/DN. Entre os que planeiam ir de férias (48%), o mercado interno está no topo das preferências.

De acordo com a sondagem da Aximage, os locais mais escolhidos para passar estas férias este ano são casa alugada (24%), hotel (23%), segunda residência (19%), lar (13%), casa de amigos ou familiares (9%), parque de campismo (4%) e autocaravana (1%).

Quanto aos gastos, 64% dos inquiridos tencionam gastar o mesmo que gastaram nas últimas férias. Já 21% pensam gastar menos e 11% contam vir a gastar mais nestas férias. Segundo a mesma sondagem, a pandemia tirou rendimento a 44% das famílias portuguesas.

Recomendadas

Meses de Verão vão “mitigar os prejuízos” dos sector das viagens, mas recuperação vai demorar, alertam agências de viagens

Segundo o vice-presidente da ssociação de Sócios Gerentes das Agências de Viagens e Turismo “o Algarve continuará a ser a região de eleição e os turistas britânicos vão ter muito peso no aumento do turismo no país”.

Passageiros nos voos da TAP entre Portugal e o Reino Unido mais que duplicam

Em comunicado a TAP aponta que “a entrada de Portugal na “green list” de destinos de Inglaterra teve um impacto positivo na procura de voos entre o Reino Unido e Portugal.

Venda das barragens da EDP: Movimento exige a Finanças “arquivamento imediato” de inquérito a funcionário da AT

O Movimento Cultural da Terra de Miranda (MCTM) diz “não haver razões” que justifiquem “processo de inquérito” a membro do Movimento, ex-dirigente da AT, devido a nota jurídica sobre o impacto fiscal da venda das barragens da EDP no Rio Douro à Engie. Exige um pedido de desculpas ao MCTM e dá conta que documento foi elaborado  a pedido do Ministro do Ambiente, numa reunião que realizou com este Movimento, em 2 de setembro de 2020.
Comentários