“Mercados em Ação”. “Incerteza na vacinação pode levar a revisão das perspetivas de crescimento na Europa”

João Queiroz, head of trading do Banco Carregosa, analisou no programa “Mercados em Ação” o impacto dos novos confinamentos e dos atrasos nos planos de vacinação no sentimento dos mercados.

Na última edição do programa “Mercados em Ação”, da plataforma multimédia JE TV, João Queiroz, head of trading do Banco Carregosa, analisou o impacto dos novos confinamentos e dos atrasos nos planos de vacinação no sentimento dos mercados, num contexto de mercado ainda dominado pelo tema das subidas das yields e da inflação.

“Para que o que está a acontecer pode passar pela revisão em baixo daquilo que é o crescimento económico da zona euro relativamente ao segundo trimestre. Provavelmente poderá haver aqui alguma revisão se o grau de inoculação e da vacinação tiver aqui alguns desafios e incertezas”, realçou João Queiroz.

Relacionadas

Novos confinamentos, vacinas atrasadas e os PMI. Veja o “Mercados em Ação”

Acompanhe o “Mercados em Ação” no site e nas redes sociais do Jornal Económico. E reveja-o através da plataforma multimédia JE TV.
Recomendadas

Pedidos de ajuda à Deco sobre fatura de energia subiram 61% no primeiro trimestre

Os dados mostram que a energia esteve na origem de 2.079 pedidos de ajuda de consumidores junto da Deco durante o primeiro trimestre do ano passado, 883 dos quais devido às faturas. Este ano, entre janeiro e março, estes contactos aumentaram para 3.128, sendo que quase metade (1.418) estavam relacionados com faturação.
João Leão Discussão Oe 2021

Governo entrega hoje o Programa de Estabilidade com corte nas projeções do PIB e mais défice (com áudio)

O Executivo irá entregar ao Parlamento o documento que será discutido em plenário a 29 de abril e do qual constam as projeções para a economia portuguesa até 2025. Défice orçamental deverá fixar-se entre os 4,5% e 5% do PIB e a projeção de crescimento de 5,4% será revista em baixa em mais de um ponto percentual, sinalizou recentemente João Leão.

Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

O prazo para apresentação do Programa de Estabilidade vai até 15 de abril. No parlamento, há audição de Pedro Machado, ex-diretor adjunto do departamento de supervisão macroprudencial do Banco de Portugal.
Comentários