Praias da Serra da Arrábida condicionadas deste sábado até setembro

A medida foi aprovada pela Câmara Municipal de Setúbal e é aplicada pelo segundo ano consecutivo, no âmbito da Estratégia Municipal para a Mobilidade Acessível, Segura e Sustentável para Todos nas Zonas Balneares de Setúbal.

Com o início da época balnear, as praias da Serra da Arrábida voltam a estar condicionadas ao trânsito. O acesso a estas praias está condicionado desde este sábado, 15 de junho, até ao próximo dia 15 de setembro, de modo a evitar os congestionamentos provocados pelo estacionamento desordenado que não permitia a passagem de veículos de emergência médica.

A medida foi aprovada pela Câmara Municipal de Setúbal e é aplicada pelo segundo ano consecutivo, no âmbito da Estratégia Municipal para a Mobilidade Acessível, Segura e Sustentável para Todos nas Zonas Balneares de Setúbal.

O sistema que entra em vigor prevê as restrições para a circulação automóvel quando os estacionamentos estiverem preenchidos, apostando também no acesso às praias através de transportes públicos.

De acordo com o plano municipal, quando a capacidade junto às praias estiver esgotada, o acesso de veículos automóvel vai estar condicionado entre a praia da Figueirinha até ao Creiro.

Com a restrição, apenas é permitida a passagem de residentes, transportes públicos e veículos de emergência em caso de acidente ou de um incêndio na serra da Arrábida.

Recomendadas

Ligações fluviais entre Barreiro e Lisboa não estão asseguradas na manhã e início da tarde deste sábado

Entre as 7h25 e as 14h55, no sentido entre o Barreiro e Lisboa, e entre as 7h55 e às 15h25, no sentido contrário, as ligações não estão asseguradas, estando os horários “sujeitos a confirmação”, diz Soflusa em comunicado.

BdP e CMVM já enviaram as respostas que a ASF precisa para avaliar idoneidade da administração da Mutualista

O Banco de Portugal enviou ontem por escrito a informação que a ASF diz ter pedido para avançar com a avaliação da idoneidade da administração de Tomás Correia. A CMVM também já respondeu ao regulador dos seguros.

Efacec emitiu obrigações no valor de 58 milhões de euros

De acordo com a informação da empresa liderada por Isabel dos Santos, esta operação vai suportar o crescimento sustentado dos negócios do grupo. A Optimal Investments e a Beka Finance atuaram como assessores financeiros da operação.
Comentários