Putin agradece aos russos pela “confiança” após vitória nas eleições da Rússia

“Quero dirigir-me aos cidadãos da Rússia, para agradecer pela confiança, queridos amigos”, disse o presidente russo na sequência de o partido do Kremlin, Rússia Unida, ter ganho as legislativas no país.

Vladimir Putin

O presidente russo, Vladimir Putin, agradeceu, esta segunda-feira, aos russos pela confiança depois de o partido Rússia Unida, que o apoia, ter conquistado maioria parlamentar nas eleições legislativas – que os opositores dizem ter sido marcada por fraude em grande escala.

“Palavras especiais de agradecimento, é claro. Quero dirigir-me aos cidadãos da Rússia, para agradecer pela confiança, queridos amigos”, disse Putin à televisão estatal citada pela “Reuters”.

Com apenas 85% dos votos contados, a Comissão Eleitoral Central afirmou que o partido de Putin somava quase 50% dos votos, tendo o seu rival mais próximo, o Partido Comunista, obtido menos de 20%. Como tal, Putin mantém maioria parlamentar. Apesar da vitória, o partido está a ser fortemente criticado pelos adversários, que alegam ter existido fraude generalizada nas eleições.

De recordar que os aliados do político e ativista Alex Navalny foram impedidos de concorrer devido a novas leis e alguns dos apoiantes do maior crítico do Kremlin foram detidos, tendo sido registados mais de 400 presos políticos.

Putin governa a Rússia desde a renúncia de Boris Iéltsin, em 1999. O seu mandato tem sido marcado por profundas reformas políticas e económicas, pelo estadismo e pelas tensões com os Estados Unidos e Europa Ocidental. Atualmente, o Rússia Unida detém quase três quartos das 450 cadeiras do parlamento.

Relacionadas

Partido de Vladimir Putin mantém maioria parlamentar. Oponentes alegam fraude

Já com 85% dos votos contados, a Comissão Eleitoral Central afirmou que o partido de Putin somava quase 50% dos votos, tendo o seu rival mais próximo, o Partido Comunista, menos de 20%. Trata-se de um desempenho ligeiramente mais fraco, uma vez que nas eleições de 2016 obteve mais de 54% dos votos.

Rússia: Vladimir Putin prestes a conseguir mais um resultado arrasador

Com as urnas finalmente fechadas ao cabo de três dias, a dúvida está em saber qual será a extensão do domínio de atual Presidente. Mas os resultados não deverá ser muito diferentes dos de 2018, ano em que Putin ganhou com 76%.

Putin desafia União Europeia a acolher afegãos retidos na fronteira bielorrussa

Os países da UE que fazem fronteira com a Bielorrússia, em particular a Lituânia, a Letónia e a Polónia, defrontam-se há meses com uma afluência de migrantes provenientes do país governado por Alexander Lukashenko.
Recomendadas

Governador do banco central da Alemanha demite-se por “razões pessoais”

Jens Weidmann, que durante mais de dez anos liderou o Bundesbank anunciou que irá abandonar o seu cargo no final deste ano. O economista alemão era tido como opositor à política expansionista de Mario Draghi no BCE em resposta à crise de dívida soberana.

Eurodeputados querem que União Europeia aumente o apoio para a comunicação social (com áudio)

Parlamento Europeu quer um fundo permanente para os meios de comunicação da União Europeia, com o objectivo de salvaguardar a independência financeira e política dos jornalistas e do jornalismo europeu.

Parlamento Europeu quer criação de um estatuto europeu do artista

Eurodeputados instam a Comissão Europeia a criar um quadro europeu para garanta condições de trabalho e normas mínimas nos setores culturais e criativos comuns a todos os Estados-Membros.
Comentários