Wall Street abre em queda apesar da Disney subir 5%

“Os resultados empresariais dominam o flow noticioso com o disparo de 5% da Walt Disney, da Booking e Monster Beverage entre os destaques. Na agenda macro espera-se pelo indicador de confiança dos consumidores medido pela Universidade de Michigan”, acrescenta o mesmo analista

Reuters

“Os principais índices norte-americanos apresentam-se em leve baixa num movimento que está a ser encarado como uma pausa depois do rally semanal”, explica o analista do Millennium BCP Investment Banking.

“Os resultados empresariais dominam o flow noticioso com o disparo de 5% da Walt Disney, da Booking e Monster Beverage entre os destaques. Na agenda macro espera-se pelo indicador de confiança dos consumidores medido pela Universidade de Michigan”, acrescenta o mesmo analista

O Dow Jones abriu a ceder 0,031% para 27.666,26 pontos; o S&P 500 recua 0,19% para 3.079,20 pontos e o tecnológico Nasdaq Composite desce 0,21% para 8.202,14 pontos.

O crude West Texas  cai 1,22% para 56,53 dólares.

Recomendadas

“Corremos o risco de a zona euro quebrar”, afirma governador do Banco de Portugal

Carlos Costa diz que “nenhuma economia está preparada para uma crise desta natureza” e volta a defender os ‘coronabonds’, em entrevista ao semanário “Expresso”.

Wall Street cai mais de 3% apesar da “bazuca” de 2,2 biliões de dólares

Março de 2020 ficará para a história dos mercados como um dos meses mais loucos de sempre. NYSE fechou em queda num dia em que Congresso dos Estados Unidos entrega um pacote de resgate de 2,2 biliões de dólares.

Bolsas regressam às quedas com setor automóvel a liderar. BCP cai 4% ao adiar dividendos

As desvalorizações mais expressivas dos setores Auto e de Viagens & Lazer espelham a preocupação dos investidores quanto à evolução da pandemia Covid-19, segundo a análise do analista da Mtrader. O BCP cai em bolsa 4% depois de cancelar dividendos e em dia de moratória de créditos.
Comentários