Covid-19: Primeiros testes à vacina do coronavírus começam a ser realizados hoje

O marco desta segunda-feira é apenas o começo de uma série de estudos em pessoas para provar se as vacinas são seguras e se podem realmente curar o vírus.

Uma mulher em Seattle, nos EUA, vai ser a primeira voluntária a receber uma vacina administrada por investigadores norte-americanos, cientistas do Kaiser Permanente Washington Research Institute, avança a Associated Press, esta segunda-feira.

A cobaia em questão é Jennifer Haller, de 43 anos, mãe de dois adolescentes.“Eles acham isto muito cool”, disse Haller, que acrescentou que esta é uma “ótima oportunidade para mim de fazer algo que possa ajudar”.

A vacina foi desenvolvida pelo NIH e pela empresa de biotecnologia Moderna Inc., com sede em Massachusetts. Os participantes que serão administrados com a vacina, não serão infetados com o próprio coronavírus, avança a AP.

O marco desta segunda-feira é apenas o começo de uma série de estudos em pessoas para provar se as vacinas são seguras e se podem realmente curar o vírus. Mesmo que a investigação corra bem, uma vacina só estará disponível para uso generalizado nos próximos 12 a 18 meses, disse o Dr. Anthony Fauci, do National Institutes of Health dos EUA.

Esta não é a única vacina potencial em desenvolvimento. Dezenas de grupos de pesquisa em todo o mundo estão a trabalhar para criar uma vacina contra o Covid-19. A Inovio Pharmaceuticals, em Pensilvânia, EUA, deverá iniciar o seu próprio estudo de segurança – nos EUA, China e Coreia do Sul – já no próximo mês.

Recomendadas

Marcelo abre a porta a festivais com lugares marcados e distanciamento social. Avante fora das proibições

Festivais de verão podem-se realizar desde que “haja lugares marcados e a lotação e o distanciamento físico sejam respeitados”, segundo o Presidente da República.

Pandemia teve impacto de 680 milhões de euros nas contas públicas até abril

Do lado da receita, as prorrogações dos pagamentos de impostos até abril que foram remetidas para o segundo semestre, por um período até seis meses, chegam aos 229,4 milhões de euros para o IVA e 90,5 milhões de euros para o IRS.

Vírus já matou 347.723 pessoas e infetou mais de 5,5 milhões no mundo 

Os países com mais óbitos nas últimas 24 horas são o Brasil, com 807 novas mortes, os Estados Unidos (636) e Espanha (283).
Comentários