Apple assina acordo com Dialog Semicondutor para produção de chips

O acordo de 600 milhões de dólares (mais de 520 milhões de euros) assinado com a Dialog Semicondutor vai permitir à Apple produzir internamente mais componentes tecnológicos com patentes de chips britânicos.

REUTERS/Regis Duvignau

A gigante de tecnologia Apple anunciou esta quinta-feira a aquisição de uma parte da fabricante europeia Dialog Semicondutor, especialista na construção de processadores. O acordo de 600 milhões de dólares (mais de 520 milhões de euros) assinado com a Dialog Semicondutor vai permitir à Apple produzir internamente mais componentes tecnológicos com patentes de chips britânicos.

A operação prevê o pagamento de 300 milhões de dólares (cerca de 260 milhões de euros) imediatos à Dialog Semicondutor, devendo o resto do montante acordado ser pago nos próximos três anos com a entrega de produtos. Com este negócio, prevê-se o desenvolvimento de tecnologias ligadas à gestão de alimentação, subsistemas de áudio, carregamento e outros componentes ligados a circuitos integrados.

O acordo estabelece ainda a transferência de uma equipa de 300 engenheiros da Dialog Semicondutor para a Apple e o acesso aos escritórios da fabricante europeia no Reino Unido, Itália e Alemanha.

Em troca, a Dialog Semicondutor pretende acelerar investimentos na área de Internet of things (IoT), mobile, sistemas de automóveis, computação e armazenamento. A empresa quer ainda readquirir até 10% das suas ações.

Recomendadas

Colaboradores descuidados são fonte de vulnerabilidades mais perigosas

34% das empresas e organizações inquiridas no âmbito o EY Global Information Security Survey 2018-19 colocam os descuidos internos à cabeça das vulnerabilidades.

“A lei da igualdade salarial vai mudar práticas organizacionais”

Rosa Monteiro prevê uma “mudança de paradigma” com a nova lei da igualdade salarial entre homens e mulheres. Alerta para a dimensão cultural da desigualdade de género e critica o “efeito perverso” da linguagem utilizada por “atores estatais”, como os juízes.

Ginjinha portuguesa chega aos Estados Unidos “nas próximas semanas”

A marca de ginjinha portuguesa Ginja9 estará em mais de 100 lojas norte-americanas “nas próximas semanas”, disse à Lusa o fundador Alexander Dias, que fechou contratos para a entrada no Texas, New Hampshire e Tennessee.
Comentários