Chegou a vacina da Janssen. Portugal vai receber 80 mil doses em abril, revela Marques Mendes

O comentador falou ainda sobre o estado de emergência, que deve ser renovado esta quarta-feira, permitindo ao Governo avançar para a terceira fase de desconfinamento, mas provavelmente com maior cuidado em certos locais, nomeadamente confinamentos em concelhos onde a situação é grave.

Portugal vai começar a receber a vacina da Janssen para a Covid-19 este mês, com a entrega de mais de 80 mil doses em abril, parte de um plano que prevê o fornecimento de 4,5 milhões de doses este ano, revelou este domingo o comentador Luís Marques Mendes.

No comentário semanal na SIC Notícias, Marques Mendes disse que em relação ao plano de vacinação, há más noticias e também boas notícias. “Más notícias são em torno da AstraZeneca. Antes já tinhamos um problema de escassez, aqora com tudo isto as pessoas não acreditam na vacina, é um problema de descrença”, afirmou.

“A outra má notícia é a descoordenação dentro da União Europeia. A ministra da Saúde portuguesa ainda tentou fazer um conselho de ministro para que todos falassem a uma só voz”, disse, vincando que, antes pelo contrário, há uma “total falta de liderança na Europa e é um desastre neste campo face aos Estados Unidos e ao Reino Unido”.

Sobre as “boas notícias cá dentro”, revelou que a vacina da Jenssen,  do grupo Johnson & Johnson, e que só requer a administração de uma dose única “vai chegar a Portugal”.

“Digo-lhe em primeira mão, mais de 80 mil doses chegam durante o mês de abril”, vincou o ex-líder do PSD.

Marques Mendes salientou ainda como segunda boa notícia o facto da última semana ter sido a primeira num ano em que não houve uma única morte nos lares em Portugal. “É trabalho das instituições, dos testes e da vacinação”.

O comentador falou ainda sobre o estado de emergência, que deve ser renovado esta quarta-feira, permitindo ao Governo avançar para a terceira fase de desconfinamento, mas provavelmente com maior cuidado em certos locais.

“A terceira fase do desconfinamento, prevista para dia 19, vai continuar”, disse. “Mas, segundo apurei, é muito provável que o Governo venha a decretar confinamentos locais. Confinamentos em vários concelhos onde a situação é mais grave”.

Nota: este artigo foi corrigido para esclarecer que as entregas de vacinas vão ser superiores a 80 mil doses em abril. Pelo erro, que nos é alheio, pedimos desculpa aos leitores.

Ler mais
Relacionadas

PCP diz que diversificação na compra de vacinas é “uma exigência inadiável”

O secretário-geral do PCP considerou este sábado que a diversificação da compra de vacinas contra a covid-19 defendida pelo partido “tornou-se uma exigência inadiável”, lamentando que o ritmo de vacinação esteja mais limitado pela situação da AstraZeneca.

Covid-19: não há provas nos Estados Unidos de ligação entre tromboses e vacina da Johnson & Johnson

A Agência Americana do Medicamento referiu que “a FDA está ao corrente de informações nos Estados Unidos sobre eventos tromboembólicos graves, associados a um baixo nível de plaquetas no sangue, que ocorreram em alguns indivíduos depois de receberem a vacina contra a covid-19 da Janssen”.

União Europeia revê possível ligação entre vacina da Johnson & Johnson e coágulos

Apesar de surgir imediatamente a seguir ao anúncio de uma “possível ligação” entre a vacina da AstraZeneca e uma maior probabilidade da ocorrência de coágulos atípicos, a EMA esclarece que a revisão agora feita ao fármaco da Johnson & Johnson se prende com uma formalidade.
Recomendadas

Marcelo promulga diploma sobre acesso às praias mas alerta para novo regime sancionatório

O Presidente da República promulgou esta sexta-feira o diploma que regula o acesso e a ocupação das praias durante a época balnear deste ano, no contexto da pandemia da Covid-19, alertando para a aplicação prática do novo regime sancionatório.

Covid-19: PSD pede esclarecimentos ao Governo sobre voos entre Reino Unido e Portugal

Em declarações aos jornalistas na Assembleia da República, o deputado do PSD Cristóvão Norte lembrou que “a 7 de maio, o Reino Unido levantou as restrições a viagens não essenciais para Portugal”, colocando o país, “por razões epidemiológicas, na lista verde e, desse modo, “permitindo a retoma da atividade turística”.

Covid-19: Viagens não essenciais para o Reino Unido permitidas a partir de segunda-feira

A decisão governamental será tomada hoje, disse à Lusa fonte do gabinete do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.
Comentários