Covid-19: Angola regista novo numero recorde de infetados

Angola voltou a registar um número recorde de infeções por Covid-19, com 88 casos nas últimas 24 horas, elevando o total desde 21 de março para 1.483, e mais dois mortos.

Angola voltou esta quinta-feira a registar um número recorde de infeções por Covid-19, com 88 casos nas últimas 24 horas, elevando o total desde 21 de março para 1.483, e mais dois mortos, segundo as autoridades sanitárias.

A diretora Nacional de Saúde Pública, Helga Freitas, adiantou, durante o balanço epidemiológico diário, que os 88 casos, 45 do sexo masculino e 43 feminino, têm idades entre 2 e 79 anos, sendo 86 da província de Luanda.

Dos 899 casos ativos, dois estão em estado critico, 18 em estado grave, 25 em estado moderado, quatro com sintomas ligeiros e 855 são assintomáticos.

Quanto aos óbitos, um registou-se na província de Luanda, um angolano de 33 anos, e outro no Sumbe (Cuanza-Sul), uma angolana com 35 anos. Elevam-se assim para 64 os óbitos provocados pela covid-19.

Houve também 14 casos recuperados num total de 520 doentes. Foram processadas 191 amostras por testes de biologia molecular RT-PCR, num total acumulado de 27.297. Dos 1.028 testes serológicos, 114 foram reativos indicando exposição ao vírus.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 708 mil mortos e infetou mais de 18,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 21.050 mortos confirmados em mais de 976 mil infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente. Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné Equatorial lidera em número de casos e de mortos (4.821 infetados e 83 óbitos), seguindo-se Cabo Verde (2.689 casos e 27 mortos), Guiné-Bissau (2.032 casos e 27 mortos), Moçambique (2.120 casos e 15 mortos), Angola (1.483 infetados e 64 mortos) e São Tomé e Príncipe (878 casos e 15 mortos).

Ler mais
Recomendadas

Fisco vai anular multas de 75 euros a trabalhadores independentes que esperam apoio extraordinário

A denúncia partiu hoje da Precários Inflexíveis, dando conta que muitos destes trabalhadores relataram à associação não conseguir submeter o pedido para o apoio relativo a julho, devido ao prazo curto para submeter o requerimento (uma semana, sem aviso prévio) e o tempo que leva a ser confirmada a reabertura de atividade.

Bolsonaro diz que subsídios para os mais pobres na luta contra a pandemia não são eternos

De acordo com a imprensa brasileira, Bolsonaro justifica o aumento da despesa pública com a atribuição de subsídios aos mais carenciados, para mitigar efeitos da pandemia da Covid-19. Contudo, o presidente do Brasil diz que apoios não são para sempre.

Covid-19: Açores com sete novos infetados nas últimas 24 horas

A autoridade de saúde regional “decorrentes das 1.020 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da região nas últimas 24 horas, foram diagnosticados sete casos positivos de covid-19”, dos quais “três em São Miguel, um na Terceira e três no Faial”.
Comentários