Covid-19. Dinheiro sem indícios de propagação do vírus

“Com uma higiene correta das mãos, o risco de se infetar com o novo coronavírus por contacto com objetos, como moedas, notas e cartões de multibanco, é muito baixo”, indicou a OMS.

DR

Não existem indícios que o dinheiro propague o vírus da Covid-19, de acordo com informação com informação divulgada pela Associação Europeia de Transportes de Segurança (ESTA, sigla inglesa) divulgada esta quarta-feira. Tendo como base as posições da Organização Mundial de Saúde (OMS) e de outras entidades europeias de saúde, esta entidade sustenta a inexistência dos riscos relativos ao dinheiro e aos cartões multibanco.

A Associação das Empresas de Segurança afirma que este é um esclarecimento importante, uma vez que representa empresas que realizam a recolha e o transporte de dinheiro para as instalações.

O Banco Central Europeu, e os bancos centrais da Alemanha, Inglaterra, França, Luxemburgo e Dinamarca também já tinham partilhado a mesma posição que a OMS, uma vez que “com uma higiene correta das mãos, o risco de se infetar com o novo coronavírus por contacto com objetos, como moedas, notas e cartões de multibanco, é muito baixo”.

Por sua vez, o Banco de Portugal tem tomado medidas preventivas relativamente a este tema. A entidade bancária portuguesa liderada por Carlos Costa tem recomendado a tecnologia contactless, evitando algumas preocupações mas não tomando como certas as garantias do Banco Central Europeu e do Eurosistema que realiza uma monitorização regular ao impacto da produção e circulação de notas na saúde pública, onde se incluem rastreios a possíveis vírus e bactérias.

Recomendadas

PS e PSD chumbam divulgação de dados sobre a Covid-19 para estudo da comunidade científica

No projeto de resolução, chumbado na Assembleia da República, o Iniciativa Liberal recomendava ao Governo a que recolhesse e disponibilizasse à comunidade científica portuguesa os dados epidemiológicos da Covid-19 para que os cientistas portugueses possam estudar a doença.

Covid-19: Parlamento trava cortes de água, luz, gás e telecomunicações

O Parlamento aprovou hoje em votação final global propostas do BE e PCP que suspendem os cortes do fornecimento de água, luz, gás e telecomunicações a famílias com quebra de rendimentos devido à pandemia de covid-19.

Parlamento chumba regime de preços máximos para gasolina e gasóleo durante a crise da Covid-19

Os comunistas alertavam, no projeto de lei, que os preços da gasolina e do gasóleo não estarem a acompanhar a queda do preço do Crude Oil Brent, que serve de referência para Portugal e pediam ao Governo que tome medidas para acabar com a “lógica absurda” das grandes empresas do setor.
Comentários