Covid-19. Reino Unido regista 1.295 mortes e 41.346 novos contágios

O Reino Unido notificou este sábado 1.295 mortes associadas à doença covid-19 e 41.346 novos contágios, um decréscimo significativo face ao dia anterior (55.761), divulgou o Governo britânico.

Trata-se do terceiro maior número de mortes diárias por coronavírus no Reino Unido, mas o número de novas infeções caiu para o seu nível mais baixo no ano corrente.

Em termos totais, e desde o início da pandemia, foram contabilizados no Reino Unido 88.590 óbitos confirmados de covid-19 (dos quais 7.722 nos últimos sete dias) e 3.357.361 casos de contágio.

O Governo britânico também avançou hoje que quase 3,6 milhões de pessoas no Reino Unido já receberam, até à data, a primeira dose da vacina contra a covid-19.

O país, que foi o primeiro no mundo a arrancar com a vacinação contra a covid-19 em dezembro, tem como objetivo administrar a primeira dose da vacina a 15 milhões de pessoas de grupos de risco até meados de fevereiro.

Um total de 447.261 pessoas já receberam, entretanto, a segunda dose da vacina.

O Reino Unido aprovou a utilização até ao momento de três vacinas: Pfizer/BioNTech, AstraZeneca/Universidade de Oxford e Moderna.

A pandemia da doença covid-19 já provocou pelo menos 2.009.991 mortos resultantes de mais de 93,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus (SARS-Cov-2) detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ler mais
Recomendadas

Covid-19: PCP quer apoios a 100% para pais “imediatamante e com efeitos retroativos”

Intervindo numa sessão pública, em Lisboa, Jerónimo de Sousa lamentou que “PS, PSD e CDS-PP” tenham rejeitado na Assembleia da República a proposta do PCP que previa “o pagamento do salário a 100% a quem está em assistência a filhos até aos 16 anos, enquanto as escolas se mantiverem encerradas”, devido à pandemia de Covid-19.
catarina_martins_oe_2020

Covid-19: Catarina Martins faz um apelo a Costa para que estenda já as moratórias

“Deixo aqui hoje este apelo a António Costa: não espere que seja tarde demais, não espere pelo início dos despejos e das falências. As moratórias têm de ser estendidas já”, num comício maioritariamente virtual que assinalou o encerramento da conferência autárquica online e os 22 anos do BE, que comemora no domingo a sua fundação.

Covid-19: Uma centena de manifestantes anticonfinamento em Lisboa

À Lusa, o comissário Santos, da PSP, referiu que a concentração, promovida pelo Movimento Habeas Corpus, associado aos Juristas pela Verdade, chegou a reunir “cerca de cem pessoas”, por volta das 13h00, e que há meia hora estariam ainda 35 manifestantes no local.
Comentários