Deputados britânicos chumbam acordo de saída do Reino Unido da União Europeia

Com este novo chumbo, o governo prometeu dar aos deputados a opção de sair da UE sem um acordo ou de pedir aos líderes europeus um adiamento do ‘Brexit’ para depois de 29 de março.

EPA

Os deputados britânicos voltaram a chumbar o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia com um resultado de 391 votos contra e 242 a favor, numa votação que decorreu ao final da tarde desta terça-feira na Câmara dos Comuns.

Com este novo chumbo, o governo prometeu dar aos deputados a opção de sair da UE sem um acordo ou de pedir aos líderes europeus um adiamento do ‘Brexit’ para depois de 29 de março.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, ainda pediu esta terça-feira o apoio “de todos” os deputados britânicos ao Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE) ou existe o risco de o ‘Brexit’ não acontecer.

Ao abrir o debate na Câmara dos Comuns que antecedeu o chumbo ao Acordo, May defendeu que as negociações que decorreram ao longo de oito semanas após o chumbo do documento, em janeiro, resultaram num “acordo melhorado que merece o apoio de todos” os deputados.

“O facto é que há alterações legalmente vinculativas como resultado das negociações”, vincou, a propósito dos três documentos divulgados na segunda-feira em Estrasburgo em conjunto com a União Europeia.

O Procurador Geral britânico disse esta terça-feira que as “alterações legalmente vinculativas” ao Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE) reduzem, mas mantêm o risco de o país ficar indefinidamente numa união aduaneira com a UE.

A primeira ministra alertou ainda para o “risco para aqueles que têm fé no povo britânico e querem concretizar o voto pelo ‘Brexit’ que, se este acordo não passar, o ‘Brexit’ pode ser travado”.

Theresa May abria o debate antes do segundo “voto significativo” no parlamento, necessário para ratificar o Acordo e garantir um ‘Brexit’ ordenado, pois o líder da Câmara das Comuns, John Bercow, anunciou não ter selecionado qualquer das 10 propostas de alteração.

 

Ler mais
Relacionadas

O que está em causa na votação de hoje? May alerta para risco do ‘Brexit’ não acontecer

Ao abrir o debate na Câmara dos Comuns que vai anteceder o voto ao Acordo, May defendeu que as negociações que decorreram ao longo de oito semanas após o chumbo do documento, em janeiro, resultaram num “acordo melhorado que merece o apoio de todos” os deputados.

Brexit: May regressa ao Parlamento com uma eventual nova proposta

Num último esforço entre as duas partes, a primeira-ministra tenta levar a votação uma proposta que permite antever uma possível solução para o backstop.
Recomendadas

Igreja Anglicana propõe orações e chá para enfrentar incerteza do Brexit

Perante os últimos dias de incerteza que têm marcado o ‘Brexit’, a Igreja Anglicana no Reino Unido está a fazer uma proposta peculiar aos fiéis: beber uma chávena de chá e fazer uma “oração” pelo futuro do país.

May vai escrever a Tusk para pedir adiamento do Brexit

Secretário de Estado para o ‘Brexit’ admitiu ser “altamente provável e esperado que o Conselho Europeu peça um objetivo claro para qualquer extensão, sobretudo para determinar a sua duração”, sendo que a aprovação de uma extensão tem de ser por unanimidade.

Presidente do Parlamento britânico nega nova votação do ‘Brexit’ de Theresa May

John Bercow, que se tornou numa figura central no processo do Brexit, negou a May uma nova votação do tratado que a primeira-ministra negociou com Bruxelas.
Comentários