Epidemiologista Anthony Fauci acusa Donald Trump de não respeitar a ciência

Devido à postura de Donald Trump em relação às recomendações dos especialistas, Anthony Fauci diz: “Seria realmente uma pena se tivéssemos uma vacina segura e eficaz mas uma parte substancial das pessoas não quisesse tomar a vacina porque não confia nas autoridades.”

Anthony Fauci, diretor do Instituto de Doenças Infecciosas, e Donald Trump | Getty Images

O responsável pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA acusou o presidente Donald Trump de não respeitar a ciência e o parecer dos especialistas no que toca às recomendações para a gestão da pandemia no país.

Em entrevista à “BBC”, Anthony Fauci reflete sobre as alegações do inquilino da Casa Branca sobre a chegada de uma vacina até ao final do ano, considerando essa promessa como correta mas acrescenta que uma vacinação abrangente leve “vários meses em 2021” dado que as primeiras doses estarão destinadas às populações vulneráveis e profissionais de saúde.

“Saberemos se uma vacina é segura e eficaz no final de novembro, inicios de dezembro”, indicou. “Quando se fala em vacinar uma porção substancial da população, para que possa ter um impacto significativo na dinâmica do surto, muito provavelmente não será até o segundo ou terceiro trimestre do ano”, esclareceu Fauci.

Durante a entrevista ao canal e rádio britânica, o especial realça que é “muito importante” que políticos e figuras publicas sigam a ciência.

“Pode influenciar positivamente ou negativamente o comportamento [da população]”, diz ele. “Seria realmente uma pena se tivéssemos uma vacina segura e eficaz, mas uma parte substancial das pessoas não quisesse tomar a vacina porque não confia nas autoridades.”

Os Estados Unidos registaram 906 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Com este balanço, o país atingiu os 224.751 óbitos, com mais de 8,5 milhões de casos confirmados desde o início da pandemia, depois de terem sido identificados 88.973 contágios nas últimas 24 horas.

Nova Iorque é o estado com maior número de mortos (33.418). Só na cidade de Nova Iorque morreram 23.963 pessoas. Os Estados Unidos são o país com mais mortos e também com mais casos de infecção confirmados.

Ler mais
Recomendadas

“Em matéria de tributação sobre o consumo, este OE tem pouco sabor”, realça Amílcar Nunes, Associate Partner da EY

Amílcar Nunes, Associate Partner da EY, especialista em impostos indiretos analisou na conferência JE/EY sobre o OE2021 a questão da tributação sobre o consumo.

“Daqui a um ou dois dias alguém vai cair”. Movimento “A Pão e Água” pede tributação reduzida pela metade

Reunidos em circulo, com dois aquecedores a meio e sentados, assim permanecem os participantes da greve de fome enquanto aguardam pela ajuda do Governo. “Parece um reality show, tem sido difícil”, confessou ao JE Ljubomir Stanisic reforçando que “emocionalmente temos altos e baixos como tudo, tem sido duro”.

“Taxas? Há aqui a diabolização de setores como o energia, farmacêuticas, bancos”, considera Carlos Lobo, Strategic Advisor da EY

Carlos Lobo, ‘strategic advisor’ da EY, especialista em Taxas e Contribuições Especiais, considerou na conferência JE/EY sobre o OE2021 que este documento orçamental penaliza alguns setores e justificou esta afirmação.
Comentários