Espanha acusa China de usar ‘hackers’ para roubar informações sobre vacina contra Covid-19

O Centro Nacional de Inteligência espanhol sabe que o ataque cibernético teve origem na China, porém, fontes consultadas pelo “El País” não revelaram a importância ou natureza das informações roubadas.

Instituto Politécnico de Leiria

O Centro Nacional de Inteligência espanhol está a acusar os hackers chineses de ter acedido a informações confidenciais de vários núcleos de investigação que trabalham no desenvolvimento de uma vacina para combater a Covid-19

Na notícia avançada pelo “El País”, esta sexta-feira, a diretora do CNI assegura que agências secretas de todo o mundo cruzam informação para garantir a impermeabilidade dos sistemas. Ao jornal espanhol, Paz Esteban alerta para um aumento “qualitativo e quantitativo” dos ataques durante o período de confinamento, uma vez que a expansão do teletrabalho potenciou a extensão da “área de exposição” destas ameaças.

A responsável pelas secretas espanholas sublinha ainda que os ciberataques foram dirigidos contra “sectores sensíveis como a saúde e a farmacêutica”, bem como “uma campanha, especialmente viral, não só em Espanha, contra os laboratórios que trabalham na procura de uma vacina para o covid-19”.

Em conversa com o “El País”, Esteban informa que a maioria dos roubos informáticos são provenientes da China e da Rússia e que os intrusos podem ser entidades estatais, mas até mesmo universidades e organizações criminais que depois comercializam os dados obtidos no mercado negro.

Em Espanha, sabe-se que o ataque cibernético teve origem na China, porém, fontes consultadas pela publicação espanhola não revelaram a importância ou natureza das informações roubadas.

Esta não é a primeira vez em que se ouve falar em ataques cibernéticos em altura da pandemia. O Centro Nacional de

Ler mais
Recomendadas

PSD classifica OE2021 como “Orçamento strogonoff, mas vegan”

A proposta do Governo do Orçamento do Estado para 2021 (OE 2021) vai ser discutida pelo segundo dia no Parlamento. A votação na generalidade vai ter lugar a partir das 15 horas, com a certeza que o documento vai passar com os votos favoráveis do PS e a abstenção do PCP, Verdes, PAN e as duas deputadas únicas, Cristina Rodrigues e Joacine Katar Moreira, que disse que não vai inviabilizar o documento.

Governo pondera novas medidas para combater pandemia. Ministros reúnem-se no sábado

O primeiro-ministro vai reunir-se com os partidos parlamentares na sexta-feira. Governo reúne-se no sábado para aprovar mais medidas de combate à pandemia, avança o Expresso e a RTP.

Quase 200 aeroportos europeus podem fechar portas devido à pandemia

O número de passageiros nos aeroportos da Europa caiu 75%, em setembro, em termos homólogos. De acordo com a ACI Europa, os aeroportos europeus já perderam 1,3 biliões de passageiros desde o início da pandemia.
Comentários