Governo pondera alargar requisição civil entre hoje e amanhã

Matos Fernandes assegurou ainda que nas últimas 24 horas se verificou apenas mais um caso “inequívoco de incumprimento” da requisição civil decretada, relativo a seis camionistas que não comparecerem no local de trabalho em Loulé, para abastecer o aeroporto de Faro.

O Governo está a ponderar alargar o âmbito da requisição civil decretada na passada segunda-feira, dia 12 de agosto, na sequência da greve convocada por vários sindicatos de camionistas.

No mais recente ponto da situação ao abastecimento de combustível ao país, efetuado há poucos minutos, o ministro do Ambiente e da Transição Energética admitiu essa hipótese.

“Se chegarmos ao final do dia, ou até amanhã de manhã, e verificarmos que não forma cumpridos os serviços mínimos, claro que iremos alargar o âmbito da requisição civil”, garantiu João Pedro Matos Fernandes.

De acordo com este governante, o ponto mais crítico neste momento é a CLC – Companhia Logística de Combustíveis, em Aveiras de Cima.

Matos Fernandes revelou que hoje que já se efetuaram hoje 128 saídas de camiões de combustíveis a partir de Aveiras de Cima, das quais 36 para o aeroporto de Lisboa – estando programadas 119 para todo o dia – e 92 de gasóleo e gasolina para a REPA – Rede Estratégica de Postos de Abastecimento.

Estes valores significam, de acrodo com o ministro do Ambiente, que a distribuição de combustível a partir de Aveiras de cima está 30% abaixo dos serviços mínimos decretados. E é esta a maior preocupação do Governo neste momento.

O ministro do Ambiente exemplificou que os outros grandes pontos de distribuição de combustível têm números mais satisfatórios. a rede da Prio, em Aveiro/Ílhavo está a fazer uma distribuição a 100%, portanto, sem greve ou requisição civil; a partir de Leça da Palmeira saíram hoje 83 cargas, o que representa uma produtividade de 60%, acima dos serviços mínimos; e do porto de Sines saíram 33 camiões (70% de produtividade.

No Algarve, que está sentir um maior impacto da greve dos camionistas, Matos Fernandes sublinhou que houve dez equipas das Forças Armadas durante a noite passada para fazer o abastecimento de combustível à região.

Com resultados práticos, uma vez que neste momento, o Algarve subiu o nível de ‘stock’ de combustíveis em 13 pontos percentuais face ao período homólogo de ontem: de 24% para 37% no gasóleo e de 22% para 35% na gasolina.

Matos Fernandes assegurou ainda que nas últimas 24 horas se verificou apenas mais um caso “inequívoco de incumprimento” da requisição civil decretada, relativo a seis camionistas que não comparecerem no local de trabalho em Loulé, para abastecer o aeroporto de Faro.

Um caso que já está nas mãos da GNR e que se junta aos 14 já ontem relatados pelo Ministro do Ambiente e da Transição Energética.

Ler mais
Relacionadas

Pardal Henriques diz que requisição civil não vai ser respeitada. Governo garante que serviços mínimos estão a ser cumpridos

O porta-voz do sindicato dos motoristas avisa que os motoristas não vão recuar e desconvocar a greve que decorrerá por tempo indeterminado. Aos jornalistas, Pardal Henriques conta que os serviços mínimos não vão ser respeitados.

GNR e PSP conduziram 28 camiões de combustível nos dois primeiros dias da greve dos motoristas

A GNR e a PSP asseguraram, na segunda e terça-feira, o transporte de combustível em 28 camiões-cisterna no âmbito da situação de alerta declarada pelo Governo devido à greve dos motoristas de matérias perigosas, foi esta quarta-feira anunciado.
combustíveis, motoristas

Camiões sob escolta em Matosinhos. Sindicato assegura que o “boicote” aos serviços mínimos é para continuar

“O boicote não terminou”, assegura o presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), em declarações aos jornalistas no local.
Recomendadas

Conservadores de Boris Johnson terão maioria no parlamento, conclui sondagem

O estudo de opinião da YouGov aponta para que o partido ganhe 359 dos 650 lugares no parlamento britânico – o melhor resultado em mais de 30 anos.

Brexit antes do Natal: Boris Johnson promete saída antes da data

O dirigente britânico apresentou o manifesto do Partido Conservador em Telford, West Midlands, um documento de 50 páginas que é lançado a cerca de três semanas das eleições antecipadas do Reino Unido, as “mais cruciais da história moderna”, segundo Johnson.

Corbyn promete “uma posição neutra” num futuro referendo do Brexit

Num programa da BBC, na sexta-feira, Corbyn defendeu “a unidade do país e das comunidades em vez de perpetuar um debate sobre a União Europeia e o Brexit”.
Comentários