JPP candidata-se ao Funchal para ser “uma voz com soluções alternativas”

O candidato do JPP à Câmara do Funchal, Bruno Berenguer, diz que o partido quer construir “uma cidade melhor, uma cidade de bem, sustentável e resiliente”.

O JPP formalizou a sua candidatura à Câmara Municipal do Funchal, à Assembleia Municipal e às Assembleias de Freguesia de São Martinho, Santo António, Monte, Santa Maria Maior e São Gonçalo. O objetivo passa por ser uma voz com soluções alternativas.

O candidato à Câmara Municipal do Funchal é Bruno Berenguer, que sublinhou que a opção do JPP de concorrer com listas própria passa por “termos voz: no passado a nossa voz foi calada e é chegado o momento de poder contribuir para este Município”.

Bruno Berenguer considera que o JPP pode ser “uma voz com soluções alternativas, soluções estas que os políticos convencionais, normalmente ignoram”.

O candidato diz que o JPP quer construir “uma cidade melhor, uma cidade de bem, sustentável e resiliente! É momento de estarmos presentes”.

O JPP já atualmente parte da coligação que governa a Câmara Municipal do Funchal.

Recomendadas

CDS aponta má gestão dos dinheiros públicos em Câmara de Lobos

“Não temos nada contra a repavimentação, o que não podemos concordar é que, antes de iniciar esta obra, não tenha havido o cuidado de verificar que toda esta zona não tem acesso à rede de esgotos”, vinca.

Funchal: Coligação Confiança quer tornar Funchal na Capital Europeia da Cultura 2027

“Com a submissão desta candidatura, no início do próximo mandato, o Funchal irá assumir o papel de porta-voz da ultraperiferia europeia, com o apoio de uma vasta rede de municípios a nível regional, nacional e internacional, e com uma forte parceria com os agentes culturais”, destacou o candidato.

DECO recomenda isenção da Taxa Municipal de Direitos de Passagem por parte das autarquias

A DECO considera que a isenção da TMDP pode funcionar como incentivo ao desenvolvimento de uma melhor cobertura de rede, beneficiando os consumidores, permitindo-lhes desenvolver competências digitais e, assim, fazer verdadeiramente parte da transição digital.
Comentários