Marta Temido aponta para a existência de 34 surtos em Portugal

Os surtos encontram-se divididos pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) com 18, cinco surtos na ARS do Centro e seis surtos na ARS do Algarve.

Cristina Bernardo

Marta Temido anunciou esta sexta-feira, 3 de julho, que Portugal tem um total de 34 surtos ativos. Estes focos encontram encontram-se divididos pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) com 18, cinco surtos na ARS do Centro e e seis surtos na ARS do Algarve.

Na habitual conferência de imprensa da Direção Geral de Saúde, a Ministra da Saúde referiu que a situação epidemiológica do país “permanece marcada pela região de Lisboa e Vale do Tejo, concretamente na Área Metropolitana de Lisboa”.

Marta Temido divulgou ainda que nesta região existem 7.929 casos ativos, encontrando-se 10.001 pessoas em vigilância pela saúde familiar.

A Ministra da Saúde assumiu a necessidade de continuar a empenhar “o nosso melhor esforço para diminuir a progressão epidémica”, acrescentando que existem 495 camas com doentes Covid-19, das quais 72 nas Unidades  de Cuidados Intensivos (UCI). “Destas camas, 365 e 60, respetivamente estão na região de Lisboa e Vale do Tejo”, sublinhou.

Sobre a questão dos focos da Covid-19 nos lares de idosos, Marta Temido anunciou que o Governo está a “equacionar retomar alguns programas de rastreio aos profissionais que trabalham nos lares”.

A Ministra da Saúde foi ainda questionada sobre a decisão do Reino Unido ter deixado Portugal de fora dos ‘corredores aéreos’, assumindo que “não há na situação epidemiológica portuguesa, quando comparamos Portugal com o Reino Unido nada que justifique esta decisão”.

Ler mais
Relacionadas

Portugal regista 43.156 casos e 1.598 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 300 casos em relação aos dados da véspera. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 28.424
Recomendadas

Espanha regista mais de 14 mil novas infeções por Covid-19 e 90 mortes num dia

Madrid continua a ser a comunidade autónoma com o maior número de infeções, tendo registado mais 5.086 do que o número notificado na terça-feira, o que significa mais de 35% da evolução nacional.

“É importante evitar manifestações de massas”, alerta Presidente da República

Sem querer especificar situações como os ajuntamentos no Santuário de Fátima, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que “é importante não juntar novos fatores de contágio, seja manifestações de massas ou outras menos expressivas”.

Moderna quer produzir 20 milhões de doses da vacina contra o Covid-19 até ao final de 2020

Atualmente, não há vacinas contra o Covid-19 aprovadas pelos reguladores dos EUA, embora algumas já se encontrem na fase final de testes para provar que são seguras e eficazes.
Comentários