Relação entre vacina AstraZeneca e coágulos sanguíneos “plausível mas não confirmada”, diz OMS

“Com base na informação atual, uma relação causal entre a vacina e a ocorrência de coágulos de sangue com plaquetas baixas é considerada plausível, mas não é confirmada. São necessários estudos especializados para compreender plenamente a potencial relação entre a vacinação e os possíveis fatores de risco”, diz a OMS num comunicado do Comité Consultivo sobre a segurança das vacinas.

Getty Images

Uma ligação entre a vacina contra a covid-19 da AstraZeneca e o desenvolvimento de uma forma rara de coágulos sanguíneos é “plausível mas não confirmada”, indicou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Com base na informação atual, uma relação causal entre a vacina e a ocorrência de coágulos de sangue com plaquetas baixas é considerada plausível, mas não é confirmada. São necessários estudos especializados para compreender plenamente a potencial relação entre a vacinação e os possíveis fatores de risco”, diz a OMS num comunicado do Comité Consultivo sobre a segurança das vacinas.

O organismo, diz no comunicado, analisou casos, raros, de coágulos no sangue com plaquetas baixas após a vacina da AstraZeneca, e analisou também as últimas informações da Agência Europeia do Medicamento (EMA) e da Agência de Medicamentos e outros Produtos de Saúde do Reino Unido.

Os peritos da OMS acrescentam que vão continuar a recolher mais dados mas salientam que, embora preocupantes, os casos em avaliação são “muito raros” entre as quase 200 milhões de pessoas que em todo o mundo receberam a vacina da AstraZeneca.

A OMS salienta que é preciso avaliar o risco desses “acontecimentos adversos” em relação ao risco de morte por contrair a doença covid-19, doença que no mundo já matou pelo menos 2,6 milhões de pessoas.

Afirmando que são comuns efeitos secundários nos três dias após a vacina a OMS refere vários sintomas que devem levar as pessoas a procurarem um médico.

“A OMS está a monitorizar cuidadosamente o lançamento de todas as vacinas covid-19 e continuará a trabalhar em estreita colaboração com os países para gerir os riscos potenciais, e a utilizar a ciência e os dados para impulsionar a resposta e as recomendações”, refere a organização no comunicado.

O Comité Conjunto de Vacinação e Imunização, um organismo de apoio ao governo britânico, defendeu hoje que as autoridades devem oferecer uma vacina alternativa à AstraZeneca contra a covid-19 às pessoas com menos de 30 anos, devido aos sinais crescentes de que pode provocar tromboembolismos.

Também hoje, a EMA divulgou que existe uma “possível relação” entre a vacina contra a covid-19 da farmacêutica AstraZeneca e a formação de “casos muito raros” de coágulos sanguíneos, mas insistiu nos benefícios do fármaco devido às graves consequências da pandemia.

A presidência portuguesa da União Europeia promove hoje uma reunião de emergência sobre a estratégia de vacinação comunitária após a divulgação das conclusões sobre o fármaco da AstraZeneca.

Ler mais
Relacionadas

Regulador europeu confirma “possível ligação” entre Astrazeneca e formação de coágulos sanguíneos (com áudio)

A diretora executiva Agência Europeia de Medicamentos reiterou, no entanto, “que os benefícios [da vacina] na preveção da Covid-19 sobrepõem-se aos riscos”, frisando que o risco de morte por Covid-19 continua a ser maior do que pelos potenciais efeitos secundários causados pelo uso desta vacina. Os casos reportados vão ser listados como efeitos colaterais extremamente raros.

Marcelo: “A questão da produção das vacinas tem sido uma Via Sacra” (com áudio)

O Presidente da República lamenta que “de quinze em quinze dias” existam problemas com o plano de vacinação e pede à União Europeia uma “posição clara e duradoura” quanto às vacinas, numa altura em que persistem dúvidas quanto ao fármaco da AstraZeneca.

António Costa pede atuação coordenada de Estados-membros no processo de vacinação

De forma a que os estados membros coordenem a sua resposta no processo de vacinação, os ministros da Saúde reuniram-se esta tarde, explicou o primeiro-ministro.
Recomendadas

Movimento ‘Save the Travel Industry’ escolhe o Algarve para mostrar que é possível viajar em segurança

Com este propósito, seis representantes de reconhecidas agências de viagens do mercado alemão, que integram este movimento, estão na região do Algarve durante uma semana, de 18 até ao próximo dia 25 de abril.

Bruxelas admite levar AstraZeneca à justiça e não renovar contrato por falhas

O comissário europeu da Justiça disse hoje, em entrevista à Lusa, que Bruxelas equaciona um processo judicial contra a farmacêutica AstraZeneca, por entregas de vacinas anticovid-19 atrasadas e abaixo do contratualizado, admitindo também não firmar novo contrato.

Alemanha negoceia compra de 30 milhões de doses da vacina russa para o verão

A aquisição foi confirmada pelo ministro da Saúde russo, Mikhail Murashko, que anunciou, na rede social Twitter, que o governo alemão “está a negociar a compra de três remessas de 10 milhões de doses em junho, julho e agosto”.
Comentários