Reino Unido regista 137 mortes por Covid-19 e ultrapassa 44 mil

Foram realizados ou disponibilizados 205,673 testes, dos quais 544 deram resultado positivo, pelo que o número de casos de infeção desde o início da pandemia aumentou para 284.276.

O Reino Unido registou 137 mortes de pessoas infetadas com o coronavírus nas últimas 24 horas, mais do que na véspera, aumentando para 44.131 o total desde o início da pandemia covid-19, anunciou o Ministério da Saúde britânico.

Foram realizados ou disponibilizados 205,673 testes, dos quais 544 deram resultado positivo, pelo que o número de casos de infeção desde o início da pandemia aumentou para 284.276.

Na quinta-feira tinham sido comunicadas 89 mortes e 576 novos infetados.

Estes números são conhecidos um dia antes de ser autorizada a reabertura de bares e restaurantes, encerrados desde meados de março devido ao confinamento decretado para travar a pandemia de covid-19.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, instou as pessoas a “aproveitarem o verão de maneira sensata” devido ao risco de uma nova vaga de infeções.

“A minha mensagem é aproveitem o verão de maneira sensata e garantir que tudo funciona. Não vamos estragar tudo agora. Precisamos de perceber que existe sempre um risco”, alertou, numa entrevista à rádio LBC.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 521 mil mortos e infetou mais de 10,88 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Ler mais
Recomendadas
Marcelo Rebelo de Sousa à saída do Infarmed

Marcelo dá “luz verde” à app de rastreio da Covid-19

O presidente da República promulgou o diploma que “regula a intervenção do médico no sistema Stayaway Covid”. App permite rastrear redes de contágio por coronavírus.
TAP Portugal

Portugal e TAP registam dos maiores crescimentos de voos na Europa

Lentamente, os aviões voltam a cruzar os céus de Portugal. A TAP registou o segundo maior crescimento de voos entre as companhias europeias, e Portugal foi o país com maior crescimento no número de voos a descolar e a aterrar.

Consumo de produtos de alimentação, bebidas, higiene pessoal e do lar subiu 12% no primeiro semestre

Estudo da Kantar para a Centromarca indica que o crescimento de vendas deste tipo de produtos – FMCG – Fast Moving Consuming Goods – foi de cerca de 50% nos canais ‘online’ na primeira metade deste ano.
Comentários