Standard & Poor’s piora previsão de evolução de Angola e mantém rating em ‘lixo’

A agência de notação financeira reviu em baixa a Perspetiva de Evolução da economia de Angola, de Estável para Negativa, devido ao “significativo aumento” da dívida pública, e manteve o ‘rating’ em ‘lixo’.

José Sena Goulão / EPA

A agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) reviu em baixa a Perspetiva de Evolução da economia de Angola, de Estável para Negativa, devido ao “significativo aumento” da dívida pública, e manteve o ‘rating’ em ‘lixo’.

“A dívida pública de Angola em percentagem do PIB aumentou significativamente em 2018, em parte devido ao impacto da forte depreciação do kwanza no volume de dívida pública em moeda estrangeira”, lê-se na nota que acompanha a divulgação da decisão.

“Estamos a rever a Previsão de Evolução da economia de Estável para Negativa e mantemos o ‘rating’ da dívida soberana de longo e curto prazo em B- e B; a Previsão de Evolução negativa reflete a possibilidade de uma descida [do ‘rating’] se o alto peso da dívida pública tornar as necessidades de financiamento insustentáveis, ou se as pressões orçamentais ou externas levarem a défices gémeos mais prolongados que o previsto”, dizem os analistas da S&P.

No texto, a S&P diz que entre 2015 e 2018 “a dívida pública em proporção do PIB aumentou cerca de 40 pontos percentuais, de 45% para 87%” e acrescenta que Angola deve ter sofrido uma recessão de 1% em 2018, que deverá ser ultrapassada este ano, com um crescimento de 2%.

Relacionadas

Governo angolano acredita na recuperação do poder de compra

O ministro da Administração Pública Trabalho e Segurança Social de Angola considerou, no Cuanza Norte, que a revisão e o reajustamento da tabela indiciária de salários da função pública permitiram recuperar o poder de compra dos funcionários.

Kwanza recupera face ao euro após mínimos históricos

A moeda angolana recuperou durante a semana face à europeia, depois de, há uma semana, ter atingido mínimos históricos (359,982 kwanzas/euro), transacionando-se esta sexta-feira a 356,957 kwanzas/euro, mantendo-se estável frente ao dólar, indica o Banco Nacional de Angola.
Recomendadas

O que temem os investidores portugueses? Riscos políticos e guerras comerciais

De acordo com um inquérito da gestora de investimentos Schroders, 20% dos participantes apontou ainda o fim de compras do Banco Central Europeu.

Wall Street fecha em alta com Dow Jones a bater os 26 mil pontos

O Dow Jones recuperou a marca história dos 26 mil pontos ao subir 0,70% (para 26.030,89 pontos). O optimismo dos investidores reflete os sinais positivos em torno da nova ronda de negociações entre os EUA e a China.

CTT e BCP caem na Bolsa depois dos resultados e arrastam PSI20. Europa fecha no verde

As ações do BCP reagiram com uma perda de 1,37% (para 0,2309 euros) à apresentação dos seus resultados trimestrais, isto porque os lucros saíram abaixo do esperado pelos analistas consultados pela Bloomberg. As projeções dos bancos de investimento apontavam para uma média de 337,7 milhões de euros. Praças europeias animadas com negociações EUA-China.
Comentários