Taxas Euribor mantêm-se a três, seis, nove e 12 meses

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, voltou esta sexta-feira a ser fixada em -0,319%, o mesmo valor desde 30 de julho e um máximo dos últimos seis meses, contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

Cristina Bernardo

As taxas Euribor mantiveram-se esta sexta-feira a três, seis, nove e 12 meses em relação a quinta-feira.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, voltou esta sexta-feira a ser fixada em -0,319%, o mesmo valor desde 30 de julho e um máximo dos últimos seis meses, contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, também se manteve hoje, pela nona sessão consecutiva, em -0,266%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,279%, registado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

A nove meses, a Euribor voltou a ser fixada, pela sétima sessão consecutiva, em -0,207%, contra o atual mínimo de sempre de -0,224%, registado pela primeira vez em 27 de outubro de 2017.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, também se manteve, ao ser fixada pela segunda sessão em -0,168%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,194%, atingido pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Ler mais
Recomendadas

Vai arrendar casa? Informe-se sobre o Contrato Promessa de Arrendamento

Portugal é tipicamente um país de proprietários de imóveis, mas a partir da geração millennial que a procura pelo arrendamento tem crescido, o que em parte se deve à grande mobilidade e ainda à dificuldade de obter crédito habitação como consequência da última crise económico-financeira.

Natixis quer contratar mais 150 colaboradores para Portugal até ao próximo ano

Divisão internacional de banca empresarial e de investimento, de gestão de ativos, de seguros e serviços financeiros do Groupe BPCE instalou o centro de IT no Porto, em 2016, e pretende recrutar na área da tecnologia.

O que é e quem pode aceder a microcrédito?

Criado para as economias dos países em vias de desenvolvimento, o microcrédito entrou também nas práticas das economias desenvolvidas. Em Portugal, existe o programa ‘Sou Mais’.
Comentários