PremiumAmericanos da Contour Global na corrida à compra da Generg

A chinesa Datang desistiu de comprar a Generg. A venda foi retomada em novembro, mas os acionistas do Fundo Novoenergia não querem um novo concurso.

Desde que a chinesa Datang se retirou do processo que a venda da Novenergia Holding Company que detém em Portugal a Generg, empresa de energias renováveis está em ebulição. Carlos Pimenta, que está na gestão do Fundo de Investimento Fechado que é dono da Novenergia Holding Company, lançou um novo concurso em novembro, sabe o Jornal Económico.  Ao fazer isso, pôs o processo de venda a voltar à estaca zero.

Mas fontes dos acionistas do fundo dizem que não têm conhecimento de um novo concurso e defendem que, com a saída da Datang, se passe às negociações diretas com o segundo classificado no concurso anterior – os norte-americanos da Contour Global. Estes terão mesmo garantido aos detentores de unidades de participação do fundo que estavam disponíveis para melhorar a proposta anterior. Os norte-americanos terão garantido que poderiam fazer uma proposta não vinculativa até ao fim deste ano e que estariam em condições de fazer a oferta vinculativa até ao final do primeiro trimestre de 2019.

Mas, uma vez que a venda dos ativos de um fundo é uma decisão que cabe à sociedade gestora neste caso, a General Parters, de Carlos Pimenta a vontade dos detentores de unidades de participação não prevalece. “Decorre um processo competitivo de venda da Novenergia Holding Company que está a ser conduzido com a assessoria do Banco Rothschild”, diz fonte ligada ao processo, que explica que é o banco que está a receber os interessados.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Respostas Rápidas: quais são os alvos da China na energia em Portugal?

Capital chinês aumenta o cerco ao setor energético em Portugal. EDP, EDP Renováveis e Generg são os principais alvos.

ERSE diz que decisão sobre compra da Generg pela Datang será tomada até dia 12

Operação está em risco de ser chumbada devido ao eventual incumprimento das regras de ‘unbundling’, podendo servir de precedente para a OPA dos chineses sobre a EDP.
Recomendadas

Aeronáutica, Espaço e Defesa valem entre 1,6 e 1,8 mil milhões

Estudo da consultora EY conclui que TAP, OGMA e Embraer valem cerca de 30% deste ‘cluster’, que já emprega em Portugal cerca de 14.700 pessoas.

Crédito Agrícola elege hoje novos órgãos sociais

A lista encabeçada por Licínio Pina é a única concorrente. O atual presidente está à frente dos destinos da Caixa Central de Crédito Agrícola desde 2013.

NASA e Agência Espacial Europeia em Ponte de Sor

O ‘cluster’ aeronáutico e aeroespacial agrupado no Portugal Air Summit 2019 vai ter o contributo das duas principais agências espaciais.
Comentários