Cursos de Engenharia e Arquitectura entre os 15 que vão fechar por falta de procura

Ao todo, são oito de universidades e os restantes de politécnicos que vêm os seus cursos a encerrarem. Desde a Universidade do Porto ao Instituto Politécnico de Coimbra.

A primeira fase de candidatura ao ensino superior começa esta quarta-feira e termina no início de agosto, com 50.860 vagas no concurso nacional de acesso, um total praticamente inalterado face a 2018, avança o Jornal de Notícias esta quarta-feira, 17 de julho.

Em 2019, os candidatos têm 1.087 cursos à disposição nas universidades e politécnicos públicos e a expectativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) é que o número de candidatos seja semelhante ao de 2018. Porém, nem tudo são boas notícias. Algumas instituições viram vagas de cursos a desaparecer e outras foram mesmo obrigados a fechar por falta de procura.

No total, são oito universidades e os restantes de politécnicos. Desde o curso de Engenharia Agronómica da Universidade do Porto, passando por Marketing e Publicidade do Politécnico de Santarém. A única área que repete é Arquitetura Paisagística, que fecha na Universidade de Évora e na UTAD.

São todos cursos que nos últimos dois anos consecutivos tiveram menos de dez inscritos no 1.º ano. Mas admitiam-se exceções. Da lista inicial de 19 cursos a fechar, passou-se a 15. Engenharia Florestal, da UTAD, por exemplo, foi dos cursos que conseguiram o regime de exceção.

Conheça a lista completa:

Universidade dos Açores – Arquitetura (preparatórios)

Universidade de Évora – Arquitetura Paisagista

Universidade do Porto – Engenharia Agronómica

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – Arquitetura Paisagista

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – Engenharia e Gestão Industrial (preparatórios)

Universidade de Lisboa – Ergonomia

Instituto Politécnico de Bragança – Fitofarmácia e Plantas Aromáticas e Medicinais

Instituto Politécnico de Castelo Branco – Produção de Alimentos e Nutrição Humana

Instituto Politécnico de Coimbra – Biodiversidade e Conservação da Natureza

Universidade do Algarve -Tecnologia e Segurança Alimentar

Instituto Politécnico de Santarém – Marketing e Publicidade

Instituto Politécnico de Santarém – Atividade Física e Estilos de Vida Saudáveis

Instituto Politécnico de Viana do Castelo – Engenharia de Sistemas de Energias Renováveis

Instituto Politécnico de Viseu – Qualidade Alimentar e Nutrição

Universidade do Algarve – Ortoprotesia

Ler mais
Recomendadas

PremiumDeco alerta para dificuldades das famílias na literacia financeira

Os dados da Deco indicam que as famílias que pedem ajuda à associação possuem em média cinco créditos, e que as taxas de esforço na Madeira ultrapassam os 70%.

Rainha de Inglaterra volta a contratar. Salário atinge os oito mil euros mensais

A vaga é para diretor de viagens da família real para assegurar a compra de “serviços de viagem seguros, eficientes, económicos e adequados”. Trabalhar 7,5 horas por dia para a rainha dá direito a um salário superior a oito mil euros mensais.

Licença de maternidade: Esclareça aqui todas as suas dúvidas

No que à licença de maternidade diz respeito, muitas dúvidas podem existir sobre quanto se pode receber e durante quanto tempo.
Comentários